Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Flatulência na Gravidez

A flatulência na gravidez é um problema muito frequente porque na gravidez a digestão fica mais lenta, facilitando a produção de gases. Isso acontece devido ao aumento do hormônio progesterona, que relaxa os músculos, incluindo os músculos do sistema digestório.

Esse problema torna-se pior no fim da gravidez, pois é quando o útero preenche a maior parte do abdômen exercendo pressão sobre o intestino, retardando ainda mais a digestão, mas algumas grávidas podem apresentar esse desconforto ainda no início ou no meio da gestação.

Como evitar o excesso de gases na gravidez

Para evitar a flatulência na gravidez é importante beber 1,5 a 2 litros de água por dia para ajudar a eliminar os gases e evitar alimentos como feijão e ervilhas porque aumentam a produção de gás no intestino. Outras dicas são:

  1. Fazer 5 a 6 refeições por dia com pequenas quantidades;
  2. Comer devagar e mastigar bem os alimentos;
  3. Usar roupas folgadas e confortáveis para não haver aperto na região da barriga e cintura;
  4. Evitar alimentos que provocam gases, como feijão, ervilha, lentilha, brócolis ou couve-flor e bebidas com gás:
  5. Excluir frituras e alimentos muito gordurosos da alimentação;
  6. Tentar fazer pelo menos 20 minutos de atividade física diariamente, pode ser uma caminhada;
  7. Consumir alimentos laxantes naturais como mamão e ameixa.

Estas dicas estão, especialmente, relacionadas com a alimentação, são simples de seguir e ajudam a diminuir os gases e a melhorar o desconforto abdominal, mas devem ser seguidas durante toda a gravidez.

Quando ir ao médico

A flatulência na gravidez provoca sintomas como inchaço, cólicas, rigidez e desconforto abdominal. Quando esses sintomas são acompanhados de náuseas, vômitos, dores abdominais de um lado só, diarreia ou prisão de ventre é aconselhado consultar o médico obstetra.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...