Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Fisioterapia para hemiplegia

A fisioterapia é parte integrante do tratamento da hemiplegia e ela pode conseguir muitos benefícios, como melhorar o aspecto facial, a mobilidade dos membros, facilitar o andar e tornar o indivíduo mais independente nas suas atividades diárias. Ela deve ser realizada diariamente ou no mínimo 3 vezes por semana. Os objetivos da fisioterapia em relação à hemiplegia são:

  • melhorar o arco de movimento;
  • diminuir reflexos involuntários;
  • evitar contraturas;
  • melhorar postura;
  • facilitar as atividades diárias, como comer sozinho, escovar os dentes e pentear o cabelo, por exemplo;
  • tratar a dor e a inflamação das articulações gerada pelo padrão da lesão;
  • realizar alongamentos;
  • combater o padrão flexor no braço e o extensor na perna;
  • evitar deformidades.

Para alcançar estes objetivos pode-se realizar várias técnicas fisioterápicas, exercícios com bolas, resistências, espelhos, pesos, camas elásticas e tudo o que for necessário para melhorar a capacidade física e mental do paciente. Entretanto, deve-se ter atenção em relação às limitações dos movimentos causados por dor articular e muscular referente à espasticidade e neste caso o uso de recursos analgésicos e anti-inflamatórios, como TENS, ultrassom e bolsas de água quente ou gelo podem ser indicados.

É importante que o tratamento fisioterapêutico seja realizado continuamente e que o indivíduo tenha muito estímulo para evitar que as contraturas musculares aumentem e o arco de movimento fique cada vez menor deixando o indivíduo acamado e totalmente dependente do cuidado de outros.

A fisioterapia pode ser realizada de forma individual ou em grupos e esta última consegue alcançar resultados mais animadores, pois há uma maior motivação e assiduidade dos indivíduos.

Link útil:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...