Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como diminuir a fenilalanina na gravidez

O consumo da fenilalanina na gravidez é prejudicial ao bebê podendo gerar danos irreversíveis no sistema nervoso central, que só pode acontecer nos casos de mulheres que nasceram com fenilcetonúria.

Em mulheres que desenvolveram fenilcetonúria materna deve-se ainda realizar exames para avaliar a concentração da fenilalanina na corrente sanguínea semanalmente durante a gravidez, até que complete 12 semanas dentro dos valores ideais, e partir daí pode-se realizá-los a cada 15 dias.

O consumo da fenilalanina durante a gestação deve variar entre 10 a 30mg/kg de peso por dia. Os valores da fenilalanina na corrente sanguínea devem ser iguais ou inferiores a 4mg/dl.

Alimentos que contém fenilalanina

Alguns exemplos de alimentos que contém fenilalanina são:

  • carnes, leite e derivados do leite, ovos, alguns tipos de feijão, milho, grão de bico,
  • amendoim, lentilhas, farinha de trigo, aveia, adoçantes e produtos dietéticos a base de aspartame

Como praticamente todos os alimentos possuem fenilalanina em sua composição, as fenilcetonúricas devem ser orientadas por um nutricionista para seguir a dieta corretamente e assim conseguir suprir todas as necessidades nutricionais.

Aprenda como é possível Controlar a fenilcetonuria materna.

Valores elevados de fenilalanina na gravidez pode acarretar problemas como aborto espontâneo; microcefalia; retardo mental; baixo QI; baixo peso ao nascer e doenças cardíacas no bebê.

Veja como deve se alimentar para controlar os níveis de fenilcetonúria em  Dieta para fenilcetonúria.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...