Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Febre de Lassa

A febre de Lassa é uma doença infecciosa viral rara, pouco frequente no Brasil, que é transmitida por animais infectados, como aranhas e roedores, principalmente ratos de regiões como a África.

Os sintomas da febre de Lassa podem demorar até 3 semanas para surgir e, por isso, o indivíduo que suspeitar da doença, depois de ter estado em África, deve consultar um clínico geral para diagnosticar a doença e iniciar o tratamento adequado.

Tratamento para febre de Lassa

O tratamento para febre de Lassa é feito em internamento de isolamento para evitar a transmissão da doença. Por isso, para entrar em contato com o paciente, os familiares e profissionais de saúde devem utilizar roupa de proteção com luvas, óculos, aventais e máscaras.

Durante o tratamento são feitas injeções de remédio antiviral, Ribavirina, na veia, para eliminar o vírus da doença, sendo que o paciente deve ficar internado até que deixe de apresentar sintomas e de excretar o vírus.

Prevenção da febre de Lassa

A prevenção da febre de Lassa consiste em evitar o contato com substâncias contaminadas e, por isso, os indivíduos devem:

  • Utilizar apenas água engarrafada;
  • Cozinhar bem os alimentos;
  • Eliminar ratos das casas;
  • Manter higiene corporal adequada.

Estas dicas devem ser aplicadas, principalmente, em regiões com maior incidência da doença, como a África.

Sintomas de febre de Lassa

Os sintomas de febre de Lassa podem incluir:

  • Febre que não passa;
  • Tosse e dor no peito;
  • Conjuntivite;
  • Vômitos e diarreia;
  • Fraqueza;
  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Alterações na pressão sanguínea.

Por ser uma doença que apresenta vários sintomas, o diagnóstico pode ser complicado, sendo que, o indivíduo deve avisar o médico se esteve na África e fazer exames de sangue.

Transmissão da febre de Lassa

A transmissão da febre de Lassa acontece através do contato, por via respiratória ou digestória, com fezes de animais contaminados, como aranhas ou ratos. No entanto, ela também pode acontecer através de feridas na pele ou pelas mucosas, como olhos e boca.

Entre humanos, a transmissão da febre de Lassa ocorre através do contato com sangue, fezes, urina ou secreções corporais.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...