Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Endocardite não-infecciosa

A endocardite não infecciosa, também conhecida como endocardite trombótica não-infecciosa, é um problema raro que consiste no surgimento de lesões não infecciosas nas válvulas do coração, causando o surgimento de sintomas que, embora raros, incluem febre acima de 38ºC ou sopro cardíaco.

Geralmente, a endocardite não infecciosa é mais frequente em pacientes com doenças terminais, como câncer de pulmão ou estômago, ou outras doenças degenerativas como lúpus eritematoso, por exemplo.

A endocardite não infecciosa tem cura, no entanto, é difícil de alcançar pois é necessário tratar a doença que está na base do problema e que, na maioria dos casos, é de natureza maligna e terminal.

Sintomas de endocardite não infecciosa

Os sintomas de endocardite não infecciosa são muito raros, no entanto, podem incluir febre frequente acima de 38ºC e sopros no coração, identificados durante avaliações de rotina com estetoscópio no clínico geral, por exemplo.

Porém, uma característica muito comum em pacientes com endocardite não-infecciosa é o desenvolvimento constante de coágulos que podem causar trombose na pernas e outros locais do corpo, como fígado, baço ou cérebro.

Veja quais os sinais de trombose nos diferentes locais do corpo: Sintomas de trombose.

Tratamento para endocardite não infecciosa

O tratamento para endocardite não infecciosa deve ser orientado por um cardiologista e, normalmente, é iniciado com remédios anticoagulantes, como Aspirina ou Varfarina, para tornar o sangue mais fluído e evitar o desenvolvimento de coágulos.

Além disso, também é recomendado fazer o tratamento da doença que provocou o surgimento da endocardite não infecciosa para evitar o desenvolvimento do problema.

Conheça os tipos mais comuns de endocardite:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...