Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doenças relacionadas à andropausa

As doenças relacionadas à andropausa podem surgir a partir dos 30 anos, devido à diminuição de testosterona, e podem incluir a ejaculação precoce e a impotência sexual.

A andropausa inicia-se com a diminuição da produção de hormônios, principalmente testosterona, a partir dos 30 anos. Normalmente o tratamento é feito com reposição hormonal, mas ela não é o suficiente para evitar estas consequências, sendo que, a partir dos 45 anos, os homens devem ir a consultas regulares no urologista.

Os problemas de saúde mais comuns nessa fase da vida masculina são:

1. Ejaculação precoce

A ejaculação precoce é a liberação de esperma antes do fim do contato íntimo, podendo ser tratado de forma natural, cirurgia ou com a ingestão de remédios prescritos pelo médico urologista.

2. Impotência sexual

A impotência sexual provoca a incapacidade de ter, ou manter, uma ereção durante o contato íntimo. No entanto, pode ser curada. O tratamento pode ser feito com o uso de remédios para reposição hormonal, cirurgia para colocação de uma prótese ou psicoterapia.

3. Câncer de próstata

O câncer de próstata surge frequentemente em homens com mais de 50 anos e apresenta sintomas como dificuldade em urinar ou sangue na urina, podendo ser tratado com a retirada da próstata e realização de quimioterapia e radioterapia.

4. Osteoporose

A osteoporose surge principalmente em indivíduos com mais de 60 anos e está relacionada à diminuição da produção de estradiol, um hormônio responsável pela absorção de cálcio para os ossos. Geralmente, o homem apresenta diminuição até 3 cm de altura e ombros descaídos, podendo ser tratada com a toma de remédios, ingestão de alimentos com cálcio e vitamina D e exercício físico regular.

5. Diminuição da massa muscular

A diminuição da massa muscular se deve à falta de produção do hormônio testosterona, que é a principal substância para o crescimento dos músculos. O tratamento pode ser feito com a utilização de remédios hormonais ou através da ingestão de alimentos ricos em proteínas e realização de exercício físico regular.

6. Perda de cabelo

A perda de cabelo é uma situação comum e que está relacionada com a diminuição de testosterona na andropausa, assim como possui relação com fatores genéticos. Normalmente, o tratamento é feito com uso de remédios ou aplicação de cremes prescritos pelo médico dermatologista.

7. Insônia

A insônia pode acontecer em qualquer idade e afeta principalmente homens com diminuição da produção de testosterona, podendo ser tratada com horários de sono regulares, ingestão de alimentos e bebidas calmantes ou, em casos mais graves, toma de remédios ansiolíticos ou antidepressivos prescritos pelo médico especialista em distúrbios do sono.

8. Depressão

A depressão surge em homens com níveis hormonais de testosterona muito baixos, pois este hormônio é o responsável pela vontade de interação social. Assim, com a diminuição da testosterona o homem pode começar a se isolar em casa. O tratamento da depressão é feito com a toma de remédios antidepressivos e psicoterapia feito pelo médico psiquiatra.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...