Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doenças causadas pela Radiação Nuclear (e como se proteger)

As doenças causadas pela radiação nuclear podem ser imediatas, como queimaduras e vômitos, ou surgir ao longo do tempo, como infertilidade ou leucemia, por exemplo. Este tipo de consequências acontecem principalmente devido a um tipo específico de radiação, conhecida como radiação ionizante, que tem capacidade para afetar as células do corpo e alterar seu DNA.

Embora na maior parte dos casos, o corpo seja capaz de se auto-reparar e eliminar as células modificadas, quando a exposição à radiação é muito elevada, como o que acontece em situações de desastre de bombas atômicas ou centrais nucleares, a taxa de renovação não é suficiente e, por isso, podem surgir vários tipos de problemas.

A gravidade das consequências do excesso de radiação no corpo dependem do tipo de radiação, da quantidade e do tempo de exposição à radiação, pois quanto mais tempo de exposição, maior o risco de desenvolver doenças graves.

Doenças causadas pela Radiação Nuclear (e como se proteger)

Principais consequências do excesso de radiação

As primeiras consequências da exposição à radiação excessiva normalmente surgem nas primeiras horas, e incluem náuseas, vômitos, dor de cabeça, diarreia e sensação de fraqueza.

Após este período, é comum que exista uma melhora dos sintomas, mas após alguns dias ou horas, esses sintomas podem voltar e ficar mais graves. Com o tempo, podem ainda começar a surgir consequências como:

  • Queimaduras na pele;
  • Cataratas;
  • Síndrome cerebral, causada pela inflamação do tecido cerebral, e que muitas vezes leva à morte. Os sintomas principais costumam ser sonolência, convulsões, incapacidade de andar e coma;
  • Doenças do sangue, sendo a leucemia a doença mais comum;
  • Infertilidade, falta de menstruação e diminuição do apetite sexual;
  • Câncer, devido às alterações celulares que a radiação provoca no corpo.

Sempre que existir suspeita de se ter estado exposto a um elevado nível de radiação ionizante é recomendado ir no hospital para iniciar o tratamento adequado.

Como se proteger da radiação

Para se proteger da exposição à radiação nuclear e dos seus efeitos no caso de algum acidente nuclear, é preciso:

  • Limitar o tempo de exposição à fonte de radiação;
  • Ir para o mais longe possível da fonte de radiação. No caso de um acidente nuclear, é necessário evacuar a área atingida pela radiação, que deve ser maior de acordo com a quantidade de radiação emitida;
  • Usar roupas próprias que dificultem o contato da radiação com a pele e com os pulmões, como luvas e máscaras;
  • Evitar comer ou beber água que tenha origem no local contaminado, pois isso, leva a radiação diretamente para o interior do corpo, causando danos mais graves ao organismo.

Distúrbios gastrointestinais como náuseas e vômitos podem ser imediatamente percebidos após a ingestão de alimentos contaminados, principalmente em bebês e crianças.

Alimentos contaminados com radiação nuclear

O consumo de comida e de água contaminada com radiação nuclear pode levar ao surgimento de diversas doenças e afeta particularmente bebês e crianças. Distúrbios gastrointestinais e doenças que afetam o sangue podem ser imediatamente percebidas após a ingestão destes alimentos, que podem gerar uma desidratação. Um quadro grave particularmente para os bebês e para as crianças pequenas.

Para evitar a contaminação da população deve-se evitar o consumo de água da torneira e de alimentos que venham da região afetada. O ideal é tomar água mineral que tenha vindo de uma outra região, bem distante dos locais contaminados e comer produtos industrializados.

Segundo pesquisas, se um indivíduo comer cerca de 100 gramas de um alimento contaminado com radiação nuclear durante 1 semana, estima-se que tenha sido exposto à mesma radiação que seria aceitável em 1 ano de exposição, o que é altamente prejudicial à saúde.

Numa região que esteve exposta à radiação nuclear não se deve morar nem produzir nada até que sejam feitas novas análises que demonstrem que os níveis de radiação já são aceitáveis. E isto pode demorar meses ou anos para acontecer.

Exames de raio X podem afetar a saúde?

A radiação utilizada no raio X e em outros exames médicos, como a tomografia computadorizada, pode, de fato, afetar as células do corpo e provocar danos para a saúde. No entanto, é necessário que se façam vários exames seguidos para que essa radiação chegue num nível capaz de produzir esses efeitos.

O tipo de radiação que pode causar consequências graves e imediatas não é provocado por este tipo de aparelhos, mas sim por acidentes nucleares, como explosão de bombas atômicas, um acidente numa fábrica nuclear ou detonação de qualquer outro tipo de arma nuclear.

Bibliografia >

  • MAYO CLINIC. Radiation sickness. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/radiation-sickness/symptoms-causes/syc-20377058>. Acesso em 24 Jul 2019
  • NATIONAL CANCER INSTITUTE-NIH. Cancer causes and prevention: Radiation. Disponível em: <https://www.cancer.gov/about-cancer/causes-prevention/risk/radiation>. Acesso em 24 Jul 2019
  • EPA. Radiation Health Effects. Disponível em: <https://www.epa.gov/radiation/radiation-health-effects>. Acesso em 24 Jul 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem