Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doença Neuropática Ótica Inflamatória Recorrente Crônica - CRION

A CRION, é uma doença rara que provoca a inflamação do nervo dos olhos, causando dor intensa nos olhos e perda pregressiva da visão. Seu diagnóstico é definido pelo oftalmologista quando esses sintomas não estão acompanhados de outas doenças, como sarcoidose, por exemplo, que possam justificar a degeneração no nervo ótico e a perda da visão.

Geralmente, o paciente com CRION apresenta períodos de piora dos sintomas, em crises, que duram cerca de 10 dias e que depois desaparecem, podendo voltar a surgir após algumas semanas ou meses. Porém a perda de visão normalmente não regride mesmo depois da crise passar.

A CRION não tem cura, mas as crises podem ser tratadas com remédios a base de corticoides, para não agravar a lesão, sendo, por isso, recomendado ir imediatamente ao hospital quando a dor iniciar.

Sintomas de CRION

Os principais sintomas da doença neuropática ótica inflamatória recorrente crônica incluem:

  • Dor intensa nos olhos;
  • Diminuição da capacidade para enxergar;
  • Dor que piora ao movimentar o olho;
  • Sensação de aumento da pressão no olho.

Os sintomas podem surgir em apenas um olho ou afetar ambos os olhos sem que surjam alterações visíveis no olho, como vermelhidão ou inchaço, pois a doença afeta o nervo óptico que se encontra na parte posterior do olho.

Tratamento para CRION

O tratamento para a doença neuropática ótica inflamatória recorrente crônica deve ser orientado por um oftalmologista e, normalmente, é feito com a injeção de remédios à base de corticoides, como Dexametasona ou Hidrocortisona, diretamente na veia para impedir a piora da visão e aliviar a dor provocada pela doença.

Além disso, o médico pode recomendar fazer uma dose diária de corticoides em comprimido para aumentar o período sem sintomas e evitar a piora progressiva da visão.

Diagnóstico da CRION

O diagnóstico da doença neuropática óptica inflamatória recorrente crônica, normalmente, é feito por um oftalmologista através da observação dos sintomas e historia clínico do paciente.

Porém, em alguns casos, também pode ser necessário fazer exames de diagnóstico como ressonância magnética ou punção lombar, para eliminar a outras possibilidade de doenças que causam perda de visão, dor nos olhos ou sensação de aumento de pressão, confirmando assim o diagnóstico da CRION.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...