Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doença de Von Willebrand e Gravidez

As mulheres que possuem a doença de Von Willebrand  podem ter uma gravidez normal, sem o uso de medicamentos, porém podem transmitir a doença a seus descendentes, por ser uma doença genética.

Tratamento da doença de Von Willebrand durante a gravidez

O tratamento da doença de Von Willebrand durante a gravidez faz-se desnecessário pois a partir da 10ª semana de gestação os níveis de FVIII (fator 8)  e FVW (fator de von willebrand) no sangue, vão aumentando pouco a pouco até atingirem níveis normais, não havendo risco de hemorragia.

Entretanto aconselha-se que seja administrada a desmopressina de 2 a 3 dias antes do parto, especialmente quando se trata de uma cesárea, para garantir que a hemorragia seja facilmente controlada, diminuindo assim o risco de morte.

É importante ainda que este medicamento seja utilizado por até 15 dias após o parto, pois neste período a dosagem de FVII e do FVW voltam aos seus baixos valores e por isso pode provocar o agravamento da hemorragia pós-parto.

Contudo, este cuidado nem sempre é necessário, sobretudo se os níveis de FVIII são iguais ou superiores a 40 UI/dl habitualmente. Se a mulher mantém esses valores inferiores a 20UI/dl, o uso de medicamentos como a desmopressina pode ser necessária, especialmente após o parto.

O tratamento da doença de Von Willebrand na gravidez faz mal ao bebê?

O uso dos medicamentos relacionados à doença de Von Willebrand durante a gravidez não faz mal ao bebê, sendo um método seguro.

Contudo, após o nascimento, o bebê deverá passar pelo aconselhamento genético para verificar se é portador da doença ou não, para iniciar a terapia precocemente em caso de resultado positivo.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...