Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Diagnóstico da edometriose

O melhor meio de diagnóstico da endometriose é a realização da videolaparoscopia, mas o exame físico e o exame de imagem podem ajudar a diagnosticar a endometriose. Os primeiros exames utilizados para o diagnóstico da endometriose são:

  • Palpação de nódulos no aparelho reprodutor, que podem ser observados no exame vaginal ou retal;
  • Exame de sangue CA 125, muito utilizado para detectar o câncer de ovário, e o
  • Ultrassom transvaginal.

Se ainda houver suspeita de endometriose, o médico poderá solicitar exames como:

  • Ressonância magnética;
  • Ultrassonografia transretal;
  • Ecocolonocoscopia;
  • Urografia excretora e
  • Urorressonância.

A videolaparoscopia é o melhor exame para identificar a endometriose pois ela permite a visualização com clareza da presença do tecido endometrial fora do útero e permite que se retire um pedacinho deste tecido, que deverá ser enviado para biópsia. Neste exame pode-se também classificar a endometriose como sendo: Leve, Moderada ou Grave, o que é muito útil para o tratamento.

A desvantagem da videolaparoscopia é o preço, pois pode custar mais de 5 mil reais. Alguns serviços de Ginecologia do SUS (Sistema Único de Saúde) realizam a videolaparoscopia.

Tratamento para endometriose

O tratamento para endometriose vai depender dos sintomas apresentados e da extensão da doença, mas pode ser feito com o uso de medicamentos que impeçam a função dos ovários, cirurgia para retirada do tecido endometrial ou de órgãos afetados, ou a associação de ambos tratamentos.

Alguns exemplos de medicamentos hormonais utilizados na endometriose são:

  • acetato de leuprolida,
  • acetato de goserelina,
  • danazol e
  • gestrinona.

A cirurgia é indicada quando o tecido endometrial têm mais de 3 centímetros ou se houver suspeita de aderências.

  • Tratamento para endometriose mínima ou leve: Pode ser feito com o uso de anticoncepcional oral por 3 meses. Caso não seja suficiente, indica-se o uso de medicamentos hormonais por mais 3 meses e depois deve-se avaliar os resultados.
  • Tratamento para endometriose profunda: Pode ser feito com o uso de medicamentos hormonais por até 6 meses e depois deve-se avaliar os resultados.
  • Tratamento da endometriose profunda com mais de 4 centímetros e aderências: Indica-se a cirurgia.

Referência Bibliográfica

NÁCUL AP; SPRITZER PM. Aspectos atuais do diagnóstico e tratamento da endometriose. Acesso em Mar. 2013.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...