Desonol (desonida): para que serve, como usar e efeitos colaterais

O Desonol é um remédio na forma de pomada ou creme dermatológico, que contém desonida na sua composição, um tipo de corticóide com ação anti-inflamatória, sendo indicado para o tratamento de lesões ou inflamação da pele, com sintomas de inchaço, vermelhidão ou coceira, por exemplo.

Além disso, o Desonol também favorece a cicatrização da pele por melhorar a ação do colágeno produzido naturalmente pelo corpo, evitando a formação de quelóide. 

Esse remédio deve ser usado com indicação médica e pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, com os nomes Desonol creme ou Desonol pomada para uso dermatológico, mas também pode ser encontrado na forma de loção cremosa.

Desonol (desonida): para que serve, como usar e efeitos colaterais

Para que serve

O Desonol é indicado para o tratamento de inflamações na pele como eczema ou dermatoses, aliviando também a coceira, o inchaço e a vermelhidão. 

O creme dermatológico ou a loção cremosa do Desonol podem ser usados em feridas na pele ou coceira em áreas úmidas. Já o Desonol pomada, é indicado para feridas secas, sem pus e sem descamação da pele.

O Desonol não deve ser usado nos olhos, na boca ou na vagina e destina-se ao tratamento de lesões na pele sensíveis aos corticosteróides, devendo ser usado com orientação médica.

Como usar

O Desonol deve ser usado sobre a pele, sempre nos horários estabelecidos pelo médico, sendo recomendado lavar as mãos antes de passar o Desonol. Em seguida, aplicar uma fina camada do creme dermatológico, pomada ou loção cremosa na área afetada e massagear suavemente a pele para facilitar sua absorção. 

É importante agitar o frasco do Desonol loção cremosa antes do seu uso para misturar os componentes da fórmula.

A forma de uso do Desonol pomada, creme ou loção cremosa varia de acordo com idade e inclui:

  • Adultos: aplicar o Desonol na pele afetada de 1 a 3 vezes ao dia;
  • Crianças: aplicar o Desonol na pele afetada somente 1 vez ao dia.

Após usar o Desonol, é importante lavar as mãos, exceto nos casos em que a pomada é usada para tratar a pele das mãos. 

A duração do tratamento com Desonol deve ser feito com orientação médica e até que ocorra melhora dos sintomas, não devendo ultrapassar um tempo total de 2 a 4 semanas de tratamento.

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer com o uso do Desonol são ressecamento da pele, coceira, irritação, vermelhidão, sensação de queimação ou ardência da pele tratada. 

Além disso, pode ocorrer inflamação na base dos pelos, formação de espinhas ou estrias na pele, ou mudanças na cor da pele tratada.

Além disso, o Desonol pode ser absorvido pela pele e causar efeitos colaterais em todo o corpo que devem ser comunicados ao médico e incluem visão embaçada, dor nos olhos, aumento da sede ou da vontade de urinar, boca seca, ganho de peso, inchaço no rosto, fraqueza muscular, cansaço excessivo, náusea, diarréia ou alterações menstruais no caso de mulheres.

Quem não deve usar

O Desonol não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham feridas na pele causadas por tuberculose, sífilis, herpes simples, varicela ou catapora.

Além disso, esse remédio não deve ser usado por pessoas que têm alergia à desonida ou outros corticóides como betametasona, hidrocortisona, clobetasol, dexametasona ou betametasona, por exemplo.

O Desonol não deve ser usado nos olhos, na boca ou na vagina, e também não deve ser usado numa grande área de pele, a menos que orientado pelo médico. 

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • DRUGS.COM. Desonide topical. 2021. Disponível em: <https://www.drugs.com/mtm/desonide-topical.html>. Acesso em 22 Jun 2021
  • MEDLEY FARMACÊUTICA LTDA. Desonol (desonida). Disponível em: <https://araujo.vteximg.com.br/arquivos/ids/3854235/Bula-00000000338575.pdf?v=636652681066170000>. Acesso em 22 Jun 2021
  • WONG, V. K.; FUCHS, B.; LEBWOHL, M. Overview on desonide 0.05%: a clinical safety profile. J Drugs Dermatol. 3. 4; 393-7, 2004
  • KAHANEK, N.; GELBARD, C.; HEBERT, A. Desonide: a review of formulations, efficacy and safety. Expert Opin Investig Drugs. 2008 Jul;17(7):. 17. 7; 1097-104, 2008
  • PARISH, D.; SCHEINFELD, N. Desonide foam: a review. Drugs Today (Barc). 44. 1; 55-62, 2008
Mais sobre este assunto: