Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Beijos podem transmitir Zika?

Apesar da comprovação da presença do Zika vírus na saliva de pessoas contaminadas com esta doença, ainda não se sabe se é possível passar Zika de uma pessoa para outra através do contato com a saliva, através de beijos e o uso do mesmo copo, prato ou talher, embora exista essa possibilidade.

A Fiocruz também conseguiu identificar o Zika vírus na urina de pessoas infectadas, mas também não está confirmado que esta seja uma forma de transmissão. O que está confirmado é que o Zika vírus pode ser encontrado na saliva e na urina de pessoas infectadas com a doença, mas aparentemente, ele só pode ser transmitido:

  • Pelas picadas do mosquito Aedes Aegypt;
  • Através da relação sexual sem camisinha e
  • De mãe para filho durante a gestação.

Acredita-se que o vírus não seja capaz de sobreviver dentro do aparelho digestivo e por isso mesmo que uma pessoa saudável beije alguém que está contaminado com a Zika, o vírus pode entrar pela boca, mas ao chegar no estômago a acidez deste local seja suficiente para eliminar o vírus, impedindo a manifestação da Zika.

No entanto, para prevenir, é aconselhado evitar o contato próximo com as pessoas que estão com Zika e também evitar beijar pessoas desconhecidas, porque não se sabe se estão doentes ou não.

Beijos podem transmitir Zika?

Nem todos manifestam sintomas

Os sintomas da Zika como febre, manchas vermelhas na pele e vermelhidão nos olhos podem não estar presente em todas as pessoas infectadas.

Neste caso, o sistema imune destas pessoas consegue combater alguns vírus e os sintomas podem não estar presentes ou serem muito brandos sendo confundidos com uma gripe ou resfriado, por exemplo, mas apesar disso, estas podem passar a doença para os outros.

Além disso, uma pessoa pode demorar de 1 a 5 dias para começar a apresentar os sintomas da Zika, mas durante este período já é possível transmitir a doença para os outros.

Beijos podem transmitir Zika?

Como se proteger da Zika

O que se pode fazer para se proteger da Zika é evitar a picada do mosquito, usando repelente diariamente, além de evitar a reprodução do mosquito. Além disso é mais seguro:

  • Não beijar pessoas estranhas na boca porque não se sabe se elas estão contaminadas;
  • Não usar o mesmo copo, prato ou talher de outras pessoas;
  • Usar camisinha em todo contato íntimo;
  • Ponderar a possibilidade de não engravidar, adiando os planos de gravidez para quando a epidemia de Zika no Brasil e na América do Sul estiver controlada.

As mulheres que estão grávidas devem ter cuidado redobrado para evitar a Zika porque esta doença pode causar microcefalia no bebê, em qualquer fase da gestação.

A vacina contra Zika será capaz de evitar a doença, no entanto ela ainda encontra-se em fase de estudos.

Beijos podem transmitir Zika?

O que fazer se suspeitar de Zika

​Em caso de suspeita de Zika deve-se ir ao médico para se certificar da doença. Normalmente o diagnóstico da Zika é feito com base nos sintomas porque ainda não existe nenhum exame de baixo custo que seja capaz de identificar a doença e que possa ser encontrado nos laboratórios de exames.

Até o momento, os exames disponíveis são muito caros porque isolam partes do vírus na corrente sanguínea da pessoa infectada, e somente algumas pessoas selecionadas pelo governo, especialmente as gestantes, é que são escolhidas para realiza-los.

Como tratar a Zika

O tratamento da Zika é feito com remédios que aliviam os sintomas, como Paracetamol e anti-histamínicos para aliviar a coceira na pele e a vermelhidão nos olhos. Grávidas que estão com Zika também podem usar os mesmos remédios mas devem fazer exames de ultrassom todos os meses ou no mínimo 4 vezes durante a gravidez para avaliar se o bebê está foi afetado pela doença.

Nem todas as mulheres que estão com Zika durante a gravidez terão seus bebês afetados por isso é importante ser acompanhada pelo médico durante toda a gravidez. A microcefalia é mais grave quando o bebê é afetado no início da gravidez, mas isso pode acontecer em qualquer fase da gestação.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...