Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

4 dicas essenciais para comprar Remédios de forma segura

As compras de remédios e suplementos pela internet pode facilitar a vida, pela comodidade de nem precisar sair de casa, no entanto, é preciso estar atento a alguns cuidados para evitar surpresas desagradáveis e até mesmo problemas de saúde.

Os problemas de saúde podem acontecer, por exemplo, quando a pessoa acha que comprou um medicamento verdadeiro, e recebeu uma versão falsificada e sem reparar, utiliza o falso que não tem qualquer efeito, perpetuando a doença, adiando a cura e causando intoxicações.

Por isso, para evitar este tipo de situação esteja atento aos seguintes passos que indicamos aqui.

4 dicas essenciais para comprar Remédios de forma segura

1. Verificar se o remédio não é falsificado

Você pode verificar se o remédio é o original e não uma cópia falsificada que só tem farinha em forma de comprimido, observando se a embalagem está devidamente lacrada e tem tarja de segurança e código de barras.

Desconfie se o medicamento não vier na caixa original, não estiver devidamente lacrado ou se a embalagem informar que a caixa possui X comprimidos, ampolas ou drágeas e esta quantidade não for encontrada dentro da caixa.

Comparar a caixa, a embalagem e o próprio comprimido que já possui em casa com a que comprou pela internet também pode ajudar a identificar falsificações.

Anabolizantes são medicamentos de tarja vermelha que precisam ter a receita médica retida na farmácia ou na drogaria, por isso desconfie dos anabolizantes vendidos livremente em alguns sites, porque é muito provável que sejam falsificados ou contrabandeados.

2. Não tomar remédio ou suplemento por conta própria

Todos os remédios só devem ser usados após a indicação do médico porque eles possuem efeitos colaterais e contraindicações que devem ser respeitadas para a proteção da saúde do próprio indivíduo.

Os suplementos vitamínicos e os desportivos, também só devem ser usados sob prescrição do nutricionista ou nutrólogo porque apesar de parecerem inofensivos, eles também tem seus efeitos colaterais e contraindicações. Além disso as vitaminas em excesso também são prejudiciais à saúde e podem causar hipervitaminose que se manifesta através de sintomas como náusea e vômito, dentre outros.

Os medicamentos de venda livre, que não possuem nenhuma tarja em sua embalagem, como Paracetamol e Ibuprofeno, também só devem ser utilizados sob orientação de um profissional de saúde como o farmacêutico, por exemplo. Conheça os riscos para a saúde de tomar remédios ou suplementos sem indicação médica aqui.

4 dicas essenciais para comprar Remédios de forma segura

3. Comprar em site confiável

Somente farmácias e drogarias podem vender medicamentos pela internet assim, para reconhecer um site confiável observe se o endereço dele é .com ou .com.br pois estes domínios, segundo a Anvisa, são os mais seguros. Verificar a reputação do site e se o seu serviço é seguro no site Reclame Aqui também é uma boa estrategia, além de ler os cometários que outras pessoas deixaram no próprio site.

Desconfie de páginas na internet que possuem erros de ortografia, não possuem número de telefone ou email para contato. Você pode tentar ligar para o site ou enviar um email com alguma questão, só para verificar se eles respondem mesmo. Alguns sites e farmácias online possuem páginas no Facebook e respondem em poucos minutos as perguntas enviadas pelas mensagens privadas.

Antes de comprar você também deve verificar a política de segurança do site e como eles lidam com as trocas e devoluções dos produtos encomendados pela internet.

Os medicamentos que possuem tarja vermelha ou preta e que precisam de retenção da receita porque podem causar vício ou dependência química nem sempre podem ser comprados pela internet. Por isso, desconfie se o site vender esse tipo de medicamento.

4. Verificar se o remédio é aprovado pela Anvisa

Alguns sites podem vender medicamentos que ainda não foram aprovados pela Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que é responsável pela segurança dos medicamentos. No entanto, estes não são seguros e não devem ser comprados e utilizados porque ainda não passaram por todos os testes que verificam as indicações, contraindicações, efeitos colaterais e modo de uso, podendo colocar a vida da pessoa em risco.

Os suplementos alimentares como as vitaminas, multivitamínicos e suplementos para atletas não precisam de registro na Anvisa mas só devem ser usados sob orientação do nutricionista ou farmacêutico.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...