Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Coreatetose

A coreatetose é um conjunto de sintomas que podem aparecer decorrentes de várias doenças que afetam os gânglios basais do cérebro e se dá quando a coreia e a atetose ocorrerem simultaneamente.

A coreia consiste em movimentos involuntários, breves, espasmóticos, como movimentos de dança, que começam em uma parte do corpo e passam a outra de forma brusca e inesperada e, frequentemente, de modo contínuo. Enquanto a atetose é o fluxo contínuo de movimentos lentos, sinuosos, de contorção, geralmente nas mãos e nos pés.

A doença que mais frequentemente causa a coreia e a atetose é a doença de Huntington, ou como efeito colateral da ingestão de certos medicamentos.

Algumas vezes, a coreia ocorre em indivíduos idosos sem qualquer razão aparente e afeta principalmente os músculos da boca e periorais. As mulheres também podem ser afetadas nos primeiros 3 meses de gestação, mas a coreia desaparece sem tratamento, imediatamente após o parto.

Na maioria das formas de coreia, um excesso do neurotransmissor dopamina nos gânglios basais altera a sua função de ajuste fino. A função dos gânglios basais é suavizar os movimentos grosseiros, que são iniciados por comandos provenientes do cérebro. Os medicamentos e as doenças que alteram os níveis de dopamina ou a capacidade do cérebro de reconhecer a dopamina podem piorar a coreia.

Tratamento

A coreia que se desenvolve como um efeito colateral de algum medicamento pode melhorar se o consumo da droga for interrompida, mas nem sempre ela desaparece. Os medicamentos que bloqueiam a ação da dopamina, como as drogas antipsicóticas, podem ajudar a controlar os movimentos anormais.

Link útil:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...