Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba quando a Luz Pulsada não deve ser utilizada

A luz pulsada é um tratamento estético indicado para a remoção de manchas, de pelos, sendo eficaz também para combater as rugas e manter uma aparência mais bela e jovem. Conheça todas as aplicações da luz pulsada clicando aqui

No entanto este tratamento possui algumas contra-indicações que devem ser respeitadas para garantir a saúde da pele, a beleza da pessoa e a eficácia do tratamento. São elas:

Saiba quando a Luz Pulsada não deve ser utilizada

Durante o verão

O tratamento com a luz intensa pulsada não deve ser realizado durante o verão porque nesta época do ano, o calor é maior e há maior incidência de raios ultravioletas emitidos pelo sol, o que pode deixar a pele mais sensível e mais bronzeada, podendo ter risco de queimadura. Assim, o melhor período do ano para realizar o tratamento é no outono e no inverno, mas mesmo assim é preciso usar filtro solar com FPS 30 diariamente e evitar a exposição direta ao sol.

Pele bronzeada, mulata ou negra

A pele mais escura não deve ser submetida ao tratamento com a luz pulsada porque pode haver risco de queimadura na pele porque a melanina está presente em maior quantidade na pele destas pessoas. No entanto, existem alguns tipos de laser que podem ser usado em pessoas com pele morena, mulata e negra para eliminação definitiva dos pelos, como o laser de Alexandrite e Nd-YAG.

Uso de medicamentos

Pessoas que estejam usando medicamentos fotossensibilizantes, corticoides e anticoagulante também não devem ser tratadas com a luz pulsada., neste caso, o tratamento só pode ser realizado após 3 uso da cessação do uso destes medicamentos.  Alguns remédios que podem interferir no tratamento são: Amitriptilina, Ampicilina, Benzocaína, Cimetidina, Cloroquina, Dacarbazina, Diazepam, Doxiciclina, Eritromicina, Furosemida, Haloperidol, Ibuprofen, Metildopa, Prednisona, Propanolol, Sulfametizol, Sulfapiridina, Trimipramina.

Doenças fotossensibilizantes

Algumas doenças favorecem o surgimento de manchas na pele, como é o caso de doenças como prurigo actínico, eczema, lúpus eritematoso, psoríase, líquen plano, pitiríase rubra pilar, herpes (quando as feridas estiverem ativas), porfiria, pelagra, vitiligo, albinismo e fenilcetonúria. Assim, se a pessoa apresenta alguma destas doenças não poderá realizar o tratamento com luz intensa pulsada.

Durante a gravidez

A gestação é uma contraindicação relativa porque apesar da luz pulsada não poder ser realizada nas mamas e na região da barriga durante a gravidez, o tratamento poderá ser realizado em outras áreas do corpo. No entanto, devido às alterações hormonais típicas da gravidez a pele pode ficar manchada e é comum que fique mais sensível sentindo mais dor durante as sessões. Além disso, se houver formação de crosta ou queimadura na pele, o tratamento pode ficar comprometido porque nem todas as pomadas podem ser usadas durante a gravidez, porque não se sabe se são seguras para o bebê ou se passam pelo leite materno. Assim, é mais aconselhado esperar pelo nascimento do bebê para iniciar ou finalizar o tratamento com a luz pulsada. 

Feridas na pele

A pele precisa estar íntegra e devidamente hidratada para que o aparelho possa ser utilizado e tenha um bom efeito, assim o tratamento só deve ser realizado quando não há feridas na pele. Se este cuidado não for respeitado há risco de queimadura.

Câncer

Devido à ausência de estudos sobre a segurança da realização deste tipo de tratamento em pessoas que possuem tumores ativos, seu uso é desaconselhado durante este período. No entanto, não existe nenhuma evidência científica de que o tratamento com laser ou luz intensa pulsada possa causar alterações como o câncer, porque não há alterações na quantidade de CD4 e CD8 mesmo após meses da aplicação do equipamento.

Se o indivíduo não possui nenhuma contraindicação poderá fazer o tratamento com luz pulsada a cada 3 a 4 semanas. Após cada sessão é normal sentir a pele um pouco irritada e inchada nos primeiros dias e para diminuir este desconforto é fundamental usar cremes hidratantes, compressas geladas e filtro solar FPS 30 diariamente.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...