Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar a conjuntivite na gravidez

A conjuntivite é um problema normal durante a gravidez, não sendo perigoso para o bebê nem para a mulher, desde que o tratamento seja feito de forma adequada.

Normalmente o tratamento para a conjuntivite bacteriana e alérgica é feita com o uso de pomadas ou colírios antibióticos ou antialérgicos, no entanto boa parte dos medicamentos indicados não são indicados para as gestantes, a não ser que seja recomendado pelo oftalmologista.

Assim, o tratamento para a conjuntivite durante a gravidez deve ser feita com medidas naturais, como por exemplo evitar esfregar os olhos, manter as mãos limpas e colocar uma compressa fria nos olhos 2 a 3 vezes por dia, por exemplo.

Como tratar a conjuntivite na gravidez

Como tratar a conjuntivite durante a gravidez

O tratamento para a conjuntivite na gravidez deve ser feito conforme a orientação do oftalmologista, pois boa parte dos colírios que normalmente são indicados para o tratamento da conjuntivite não são recomendados para gestante. No entanto, as consequências na gravidez devido ao uso de colírios é muito baixa, mas, apesar disso, o uso só deve ser feito se o médico indicar.

Para aliviar e combater os sintomas da conjuntivite na gravidez é importante ter alguns cuidados, sendo eles:

  • Evitar esfregar os olhos, pois pode atrasar o processo de cicatrização, além de deixar os olhos mais irritados;
  • Colocar uma compressa fria sobre o olho, 2 a 3 vezes por dia, por 15 minutos;
  • Manter os olhos bem limpos, removendo as secreções liberadas com água ou com um pano limpo e macio;
  • Lavar as mãos regularmente, especialmente antes e depois de mexer nos olhos;
  • Não utilizar lentes de contato, pois podem piorar a irritação e agravar a dor.

Além disso, pode-se fazer uma compressa fria de chá de camomila, que pode ser feita no olho acometido 2 a 3 vezes por dia com o objetivo de aliviar a irritação e sintomas como coceira e queimação, já que possui propriedades calmantes. Em alguns casos, o oftalmologista pode recomendar o uso de alguns colírios, como o Moura Brasil, Optrex ou o Lacrima, mas que só devem ser utilizados sob recomendação médica.

Riscos para a gravidez

A conjuntivite durante a gravidez não traz qualquer risco para a mãe ou para o bebê, principalmente quando se trata de uma conjuntivite viral ou alérgica. No entanto, quando se trata de uma conjuntivite bacteriana, é importante que o tratamento seja feito conforme a orientação do oftalmologista, pois caso contrário pode haver problemas na visão ou cegueira, por exemplo, porém isso é raro de acontecer.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar