Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar doenças durante a Gravidez

Para tratar doenças durante a gravidez é necessário muito cuidado pois o uso de medicamentos naturais e os que se vendem na farmácia só deve ser feito sob rigorosa indicação médica. Até mesmo alguns medicamentos ditos naturais e alguns chás são contraindicados durante a gravidez e neste caso o que se recomenda fazer é:

  • Repousar o máximo possível para que o corpo invista a energia em curar a doença;
  • Investir numa alimentação leve e
  • Beber bastante água para que o corpo esteja devidamente hidratado.

Em caso de febre o que se pode fazer é tomar um banho com temperatura tépida, nem morno, nem muito frio e usar roupas leves. Dipirona e paracetamol podem ser usados na gravidez. É importante manter o médico informado sobre qualquer alteração.

Remédios naturais contraindicados na gravidez

Alguns exemplos de remédios naturais contraindicados na gravidez são aqueles compostos das seguintes plantas medicinais:

Aloe veraMata pastoErva grossaJaborandi
CatuabaErva de Santa MariaErva andorinhaErva de bicho
AngélicaCanelaHeraBeldroega
JarrinhaLágrima de Nossa SenhoraErva de MacaéCáscara sagrada
ArnicaMirraAzedaraqueRuibarbo
ArtemísiaCopaíbaGuaco Jurubeba
SeneCravo dos jardinsQuebra pedraIpê

Estas plantas medicinais não devem ser consumidas durante a gravidez pois possuem características que podem antecipar o parto ou afetar negativamente o bebê seja causando problemas renais, malformação ou até mesmo levando ao aborto.

Remédios contraindicados na gravidez

Praticamente todos os remédios são contraindicados na gravidez e só devem ser utilizados sob orientação médica. Para avaliar o risco/benefício que o medicamento pode trazer durante a gravidez, a FDA (Food and Drug Administration) criou uma tabela que indica o risco que o medicamento pode trazer:

Risco APodem ser utilizados durante a gravidez porque não há evidência de risco em mulheres. Estudos bem controlados não revelam problemas no primeiro trimestre de gravidez e não há evidências de problemas nos segundo e terceiro trimestres. 
Risco B Não há estudos adequados em mulheres e por isso devem ser evitados. Em experiência em animais não foram encontrados riscos, mas foram encontrados efeitos colaterais que não foram confirmado nas mulheres, especialmente durante o último trimestre de gravidez.
Risco C Não há estudos adequados em mulheres. Em  experiências animais ocorreram alguns efeitos colaterais no feto, mas o benefício do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez
Risco DHá evidências de risco em fetos humanos. Só usar se o benefício justificar o risco potencial. Em situação de risco de vida ou em caso de doenças graves para as quais não se possa utilizar drogas mais seguras, ou se estas drogas não forem eficazes.
Risco XNão usar em hipótese alguma durante a gravidez. Estudos revelaram anormalidades no feto ou evidências de risco para o feto. Os riscos durante a gravidez são superiores aos potenciais benefícios. 

Todas as bulas de medicamentos contém a indicação referente ao seu uso durante a gravidez e por isso deve-se  estar atento a esta informação, e sempre seguir as orientações do médico.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...