Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar a Síndrome Respiratória do Oriente Médio

O tratamento para Síndrome Respiratória do Oriente Médio - MERS consiste em aliviar os sintomas do paciente porque ainda não existe nenhum medicamento específico para eliminar o Coronavírus, que é o causador da doença.

Pessoas saudáveis que ficam contaminadas tem mais chances de serem curadas, no entanto, pessoas com o sistema imune comprometido, que tenha diabetes, câncer, problemas cardíacos ou pulmonares e doença renal tem maior probabilidade de serem contaminadas ou de serem gravemente afetadas, com maior risco de morte.

Durante a doença o paciente deve permanecer de repouso, ficando de quarentena, e seguir todas as orientações do médico para evitar transmitir o vírus para outras pessoas. Os paciente gravemente afetados, que desenvolvem pneumonia ou insuficiência renal devem permanecer internados no hospital para que recebam todos os cuidados necessários. Nesses casos, o paciente pode necessitar de respirar com ajuda de aparelhos e fazer hemodiálise para filtrar o sangue adequadamente, prevenindo complicações.

Como tratar a Síndrome Respiratória do Oriente Médio

Como fortalecer o sistema imune para agilizar a recuperação

Para fortalecer o sistema imune e facilitar a recuperação é aconselhado beber 2 litros de água por dia e investir numa alimentação saudável, ingerindo maior quantidades de legumes, verduras, frutas e carnes magras, enquanto que os alimentos industrializados e processados devem ser evitados.

Melhorar o funcionamento intestinal pode contribuir para uma recuperação mais rápida e por isso é recomendado ingerir iogurtes com probióticos e ingerir mais alimentos ricos em fibras. Veja exemplos em: Probióticos e Alimentos ricos em Fibras.

Sinais de melhora

Nas pessoas que possuem um bom estado de saúde e não têm nenhuma doença crônica e que raramente ficam doentes, os sinais de melhora podem surgir em poucos dias com a diminuição da febre e do mal-estar geral.

Sinais de piora e complicações 

O sinais de piora costumam surgir nos pacientes que sofrem com outras doenças ou que possuem o sistema imune frágil. Nesses casos, a doença pode se agravar e surgirem sintomas como aumento da febre, muito catarro, dificuldade para respirar, dor no peito e calafrios que são sugestivos de pneumonia, ou sintomas como diminuição da produção de urina e inchaço corporal, que são sugestivos de insuficiência renal.

Os pacientes que apresentam estes sintomas devem permanecer internados no hospital para receber todo o tratamento necessário, porém nem sempre é possível salvar sua vida.

Veja como evitar a transmissão da MERS para os outros em: 

Mais sobre este assunto:
Carregando
...