Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Exames para identificar a vaginose bacteriana

O diagnóstico de vaginose bacteriana é feito pela avaliação do ginecologista, que irá fazer o exame especular na vagina e análise do corrimento, além de escutar a queixa da paciente.

A suspeita inicial é feita de acordo com o tipo de corrimento da mulher, pois na vaginose bacteriana o corrimento tende a ser em pouca quantidade, branco-acinzentado ou amarelo-esverdeado, tendo odor de peixe podre, especialmente no período próximo ou durante menstruação e após o contato íntimo.

Após identificar a doença o médico deverá orientar o tratamento mais indicado para a mulher. Este pode ser feito com o uso de antibióticos, como Metronidazol ou Clindamicina, em forma de creme vaginal ou comprimido. Saiba mais detalhes sobre como é feito o tratamento para vaginose bacteriana.

Exames para identificar a vaginose bacteriana

Exame para vaginose bacteriana

O exame que confirma a vaginose bacteriana é a análise do corrimento vaginal, após coleta pelo ginecologista com um cotonete. O médico irá verificar a presença de pelo menos 3 dos 4 sinais:

  • Observação do corrimento característico;
  • Identificação da presença da bactéria, visualizando as chamadas Clue cells;
  • Verificação de uma alteração do pH vaginal, que se torna > 4 durante a infecção;
  • Identificação do odor de peixe podre.

Este exame é feito no consultório do ginecologista, que precisará fazer o exame especular para observar a região vaginal e colo do útero.

Observação dos sinaisObservação dos sinais
Análise do corrimentoAnálise do corrimento

Como identificar os sintomas

Antes da fazer o exames, o ginecologista irá ouvir as queixas da mulher sobre quando os sintomas surgiram e quais são as características do corrimento. Os principais sinais e sintomas são:

  • Coloração do corrimento branco-acinzentado, esverdeado ou amarelado;
  • Corrimento fino e homogêneo, que reveste as paredes da região vaginal;
  • Odor intenso a peixe podre;
  • Sintomas se tornam mais intensos no período da menstruação ou após contato íntimo desprotegido.

Apesar destes sintomas serem os mais característicos, algumas mulheres podem ser assintomáticas por algum período, o podendo transmitir o microorganismo durante o contato íntimo. Saiba mais sobre os sintomas da vaginose bacteriana

Mais sobre este assunto:


Carregando
...