Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como funciona o sistema reprodutor masculino

Atualizado em Outubro 2019

O sistema reprodutor masculino resulta de um conjunto de órgãos internos e externos, que liberam hormônios, os androgênios, e são regulados pelo cérebro através do hipotálamo, que secretam o hormônio liberador de gonadotrofinas e da hipófise, que libera o hormônio foliculo-estimulante e luteinizante.

As características sexuais primárias, que incluem os órgãos genitais masculinos, formam-se durante o desenvolvimento fetal e as secundárias formam-se a partir da puberdade, entre os 9 e os 14 anos, altura em que o corpo do rapaz se transforma em um corpo de homem, em que se desenvolvem os órgãos genitais masculinos, assim como o aparecimento da barba, pelos por todo o corpo e engrossamento da voz.

Quais são os órgãos sexuais masculinos

1. Escroto

Como funciona o sistema reprodutor masculino

O escroto é uma bolsa de pele frouxa, que tem como função suportar os testículos. Eles estão separados por um septo, que é formado por tecido muscular e quando se contrai, provoca o enrugamento da pele do escroto, o que é muito importante para a regulação da temperatura, já que é nos testículos que se produzem os espermatozoides. 

O escroto é capaz de manter a temperatura dos testículos abaixo da temperatura corporal, por estar fora da cavidade pélvica. Além disso, em algumas condições, como a exposição ao frio, o músculo cremaster, que se insere no escroto e suspende o testículo, eleva os testículos durante a exposição ao frio, impedindo o seu esfriamento, o que também ocorre durante a excitação sexual. 

2. Testículos

Como funciona o sistema reprodutor masculino

Os homens apresentam normalmente dois testículos, que são órgãos com uma forma oval e que medem cerca de 5 cm de comprimento e 2,5 cm de diâmetro cada um, pesando cerca de 10 a 15 gramas. Estes órgãos têm como função secretar os hormônios sexuais envolvidos na espermatogênese, que consiste na formação dos espermatozoides, e que estimulam o desenvolvimento das características sexuais masculinas.

O funcionamento dos testículos é influenciado pelo sistema nervoso central, através do hipotálamo, que secreta o hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH), e da hipófise, que libera os hormônios foliculo-estimulante (FSH) e luteinizante (LH).

No interior dos testículos, existem os túbulos seminíferos, onde ocorre a diferenciação das células germinativas em espermatozoides, sendo depois liberados no lúmen dos túbulos e continuando em maturação ao longo do seu trajeto pelos ductos do sistema reprodutor. Além disso, os túbulos seminíferos possuem também células de Sertoli, que são responsáveis pela nutrição e amadurecimento das células germinativas, e o tecido intersticial que envolve esses túbulos contém as células de Leydig, que produzem a testosterona.

3. Glândulas sexuais acessórias

Como funciona o sistema reprodutor masculino

Estas glândulas são responsáveis por secretar grande parte do sêmen, muito importante para o transporte e a nutrição dos espermatozoides e na lubrificação do pênis: 

  • Vesículas seminais: são estruturas que se encontram atrás da base da bexiga e à frente do reto e produzem um fluido importante para ajustar o pH da uretra no homem e para reduzir a acidez do aparelho genital feminino, para que se torne compatível à vida dos espermatozoides. Além disso, tem na sua composição frutose,que é importante para produzir energia para a sua sobrevivência e locomoção, para que consigam fertilizar o óvulo;
  • Próstata: esta estrutura está localizada abaixo da bexiga, envolve toda a uretra e secreta um líquido leitoso que contribui para a sua coagulação após a ejaculação. Além disso, também contém substâncias que são usadas para a produção de energia, que contribuem para o movimento e sobrevivência dos espermatozoides.
  • Glândulas bulbouretrais ou glândulas de Cowper: estas glândulas estão localizadas abaixo da próstata e possuem ductos que se abrem na parte esponjosa da uretra, onde secretam uma substância que diminui a acidez da uretra causada pela passagem da urina. Esta substância é liberada durante a excitação sexual, que tem também uma função lubrificante, facilitando a relação sexual.

4. Pênis

Como funciona o sistema reprodutor masculino

O pênis é uma estrutura de forma cilíndrica, composta por corpos cavernosos e corpos esponjosos, que se situam em torno da uretra. Na extremidade distal do pênis, encontra-se a glande, recoberta pelo prepúcio, que tem como função proteger essa região.

Além de facilitar a saída da urina, o pênis tem também uma importante função na relação sexual, cujos estímulos causam a dilatação das suas artérias que irrigam os corpos cavernosos e esponjosos e causam o aumento da quantidade de sangue nessa região, levando também ao aumento e endurecimento do pênis, facilitando a sua penetração no canal vaginal durante o ato sexual.

Como funciona o controle hormonal

Como funciona o sistema reprodutor masculino

A reprodução masculina é controlada pelos hormônios que estimulam o desenvolvimento dos órgãos reprodutores, a produção de espermatozoides, o desenvolvimento de características sexuais secundarias e também o comportamento sexual.

O funcionamento dos testículos é controlado pelo hipotálamo, que libera o hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH), estimulando a hipófise a secretar o hormônio luteinizante (LH) e o hormônio foliculo-estimulante (FSH). Estes hormônios atuam diretamente no testículo, controlando a espermatogênese e a produção dos hormônios andrógenos, estrógenos e progesterona. 

De entre estes últimos, os hormônios mais abundantes no homem são os andrógenos, sendo a testosterona a mais importante e a que esta relacionada com o desenvolvimento e manutenção das características sexuais masculinas, tendo também influência na formação dos espermatozoides.

Os androgênios têm também influência no desenvolvimento das características sexuais primárias e secundárias. As características sexuais primárias, como os órgãos sexuais externos e internos masculinos, formam-se durante o desenvolvimento do embrião e as características sexuais secundárias são desenvolvidas a partir da puberdade.

A puberdade ocorre por volta dos 9 a 14 anos, dando origem a alterações no formato corporal, crescimento da barba e dos pelos pubianos e do resto do corpo, engrossamento das cordas vocais e surgimento do desejo sexual. Além disso, ocorre também o crescimento do pênis, escroto, vesículas seminais e próstata, aumento das secreções sebáceas, responsáveis pela acne. 

Veja também como funciona o sistema reprodutor feminino.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem