Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como fazer a alimentação para sonda nasogástrica

A alimentação para uma pessoa com sonda nasogástrica, geralmente chamada de dieta enteral, deve ser feita com alimentos bem triturados no liquidificador e coados, de forma que fiquem com a consistência líquida. Além disso, os sucos devem ser feitos na centrífuga.

Existem também refeições prontas para colocar diretamente na sonda, como Fresubin, Cubitan, Nutrirink, Nutren ou Diason, por exemplo, que se compram nas farmácias em forma de pó, podendo custar até 60 reais ou em unidades de 200 ml preparados que podem custar entre 15 e 30 reais.

Geralmente, o paciente faz também uma suplementação nutricional indicada pelo médico que pode ser adicionada na preparação dos alimentos de uma das refeições. A suplementação em fibras é muito frequente principalmente quando o paciente tem a sonda por muito tempo.

Cardápio para alimentação por sonda nasogástrica

Este exemplo de cardápio é uma opção para um dia alimentar de uma pessoa que necessite ser alimentada por sonda nasogástrica.

Café da manhã - Mingau de fuba líquido.

Colação - Vitamina de morango.

Almoço - Sopa de cenoura, batata, abóbora e carne de peru. Suco de laranja.

Lanche - Vitamina de abacate.

Jantar - Sopa de couve-flor frango moído e massa. Suco de acerola.

Ceia - Iogurte líquido.

Além disso, é importante dar água para o paciente pela sonda, cerca de 1,5 a 2 litros ao longo do dia e não utilizar a água apenas para lavar a sonda.

Quando dar a refeição por sonda

Para saber se o paciente pode ou não receber a próxima refeição são necessários alguns cuidados como:

Como fazer a alimentação para sonda nasogástrica
Como fazer a alimentação para sonda nasogástrica
  • Antes de dar as refeições aspirar com a seringa o conteúdo do estômago, para verificar se o estômago está vazio;
  • Se não sair líquido para a seringa, dar a refeição;
  • Se sair líquido para a seringa, voltar a colocar o conteúdo no estômago e esperar o paciente fazer a digestão;
  • Quando o conteúdo que sai é mais de metade da refeição anterior, não se deve dar esta refeição, por exemplo se for dar o lanche e a seringa ficar cheia, não se dá o lanche e volta-se a repetir o procedimento na hora do jantar;
  • Quando o conteúdo é menos de metade, pode dar-se a refeição mas em metade da quantidade.

Quando sai frequentemente líquido antes de dar a refeição significa que a refeição anterior não foi digerida pelo paciente, e deve se informar o médico pois pode ser necessário fazer alimentação pela veia.

Indicações para a utilização de sonda nasogástrica

A alimentação por sonda nasogástrica é indicada pelo médico quando o paciente não consegue mastigar ou engolir os alimentos, o que pode acontecer em caso de:

  • Câncer na boca ou esôfago;
  • Realização de cirurgias na boca, garganta ou esôfago;
  • Doenças neurológicas como Parkinson, esclerose múltipla ou AVC;
  • Espasmo esofágico;
  • Miastenia grave;
  • Distrofia muscular.

​​A dieta enteral também pode ser utilizada em pacientes que se recusam em alimentar como no caso da anorexia nervosa.

Veja também: Como alimentar uma pessoa com sonda.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...