Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como ensinar o bebê com Síndrome de Down a falar mais rápido

Para que a criança com Síndrome de Down possa começar a falar mais rápido, o estímulo deve começar logo no recém-nascido através da amamentação porque esta ajuda muito no fortalecimento dos músculos da face e na respiração.

O fortalecimento das estruturas usadas na fala, como lábios, bochechas e língua, é fundamental porque estas encontram-se enfraquecidas, sendo uma das principais características da Síndrome de Down, mas além da amamentação existem outras estratégias que podem ajudar no desenvolvimento da fala dessa criança.

Saiba Tudo sobre a Síndrome de Down aqui.

Como ensinar o bebê com Síndrome de Down a falar mais rápido

6 Exercícios para ajudar a falar

É normal que a criança com Síndrome de Down tenha dificuldade para sugar, engolir, mastigar e controlar os movimentos dos lábios e da língua, mas estes exercícios simples podem ser feitos em casa, pelos pais, sendo de grande ajuda para melhorar a alimentação e a fala da criança:

  1. Estimular o reflexo de sucção, usando a chupeta para que o bebe possa aprender a sugar. O bebê deve mamar no peito, preferencialmente, e os pais devem insistir ainda que vejam que esta é uma grande dificuldade, porque é um esforço muscular muito grande para o bebê. Veja o guia completo da amamentação para iniciantes.
  2. Passar uma escova de dentes macia dentro da boca, nas gengivas, bochechas e língua do bebê todos os dias para que ele movimente a boca, abrindo e fechando os lábios;
  3. Envolver o dedo com uma gaze e passar suavemente no interior da boca do bebê. Pode umedecer a gaze com água e aos poucos pode variar os sabores, umedecendo com gelatina líquida de vários sabores; 
  4. Brincar com o bebê fazendo sons para que ele possa imitar;
  5. Falar muito com o bebê para que ele possa participar de todas as atividades que envolvam música, sons e conversas;
  6. Nas crianças com mais de 6 meses podem ser usados copos com diversos bicos, colheres anatômicos e canudos de diversos calibres para se alimentar. 

Estes exercícios estimulam os músculos e também o Sistema Nervoso Central que ainda encontra-se em formação, sendo um ótimo estímulo que ajuda a desenvolver as capacidades do bebê. 

Veja os exercícios que podem ajudar o bebê a sentar, engatinhar e andar mais rápido.

O fonoaudiologista poderá indicar a realização de outros exercícios, conforme a necessidade de cada criança e a estimulação não tem uma data limite para acabar, sendo que um dos principais objetivos é fazer com que a criança seja capaz de falar as palavras corretamente, formando frases e sendo facilmente compreendida por outras crianças.

Mas além das sessões de fonoaudiologia, também é necessário o acompanhamento do desenvolvimento motor e escolar durante toda a infância da criança com Síndrome de Down. Veja como a fisioterapia pode ajudar o bebê a sentar, engatinhar e andar, nesse vídeo:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...