Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

5 passos para controlar a diabetes na Menopausa

Durante a menopausa é comum que as taxas de glicemia fiquem mais difíceis de controlar, mas as estratégias se mantêm as mesmas de antes da menopausa para controlar diabetes, porém agora com mais importância no rigor e regularidade em fazer exercícios leves como caminhadas que além de manter o peso ajudam a controlar as alterações hormonais próprias da menopausa.

Além de controlar a diabetes, esses cuidados também devem ser tomados para prevenir o aparecimento dessa doença, pois mulheres na menopausa têm maior risco de ter diabetes, especialmente as que estão acima do peso ideal.

Os 5 passos para que a mulher mantenha a glicemia sob controle e encontre o bem-estar durante esta fase da vida são:

1. Alcançar e manter o peso ideal

Controlar o peso é essencial porque o excesso de gordura piora a diabetes e também aumenta as chances de mulheres saudáveis virem a desenvolver essa doença após a menopausa. Assim, deve-se fazer atividade física regular e ter cuidados com a alimentação, para controlar a glicemia e prevenir o aumento de peso.

2. Fazer atividade física

Deve-se fazer atividade física regularmente pelo menos 3 vezes por semana, através de exercícios que aumentam o metabolismo e queimam calorias, como caminhada, corrida, natação e hidroginástica. O exercício físico é importante porque ajuda a baixar a glicemia e a reduzir o peso, duas medidas essenciais para controlar melhor a diabetes.

O que fazer e o que não fazer na menopausa
O que fazer e o que não fazer na menopausa

3. Evitar doces e gorduras

Deve-se evitar o uso de açúcar, manteiga, margarina, óleos, bacon, salsicha, linguiça e comida pronta congelada, como pizza, lasanha, hambúrguer e nuggets.

Durante a menopausa é ainda mais importante evitar doces e gorduras, pois com a mudança de hormônios e o avanço da idade, a mulher tem maior dificuldade para controlar a glicemia e maior chance de ter doenças cardiovasculares.

4. Aumentar o consumo de fibras

Para aumentar o consumo de fibras, deve-se preferir alimentos integrais como arroz, macarrão e farinha de trigo, aumentar o consumo de sementes, como linhaça, chia e gergelim, comer frutas com casca e preferir legumes crus.

É importante aumentar o consumo de fibras porque elas vão diminuir a absorção de açúcares de gorduras no intestino e acelerar o trânsito intestinal.

5. Comer mais soja

É importante aumentar o consumo de soja porque esse grão é rico em isoflavonas, que funcionam como uma reposição natural dos hormônios que diminuem durante a menopausa.

Assim, a soja ajuda a diminuir os sintomas da menopausa, como ondas de calor, insônia e nervosismo, e melhora o controle e a prevenção da diabetes, da osteoporose, do câncer de mama e de doenças cardiovasculares. Além do alimento natural, a lecitina de soja também pode ser encontrado em cápsulas, e pode ser usada na menopausa.

Entenda as alterações no corpo que acontecem na menopausa e os tratamentos indicados para passar melhor por esta fase da vida.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem