Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como ajudar a criança a Vencer Medos

É normal as crianças terem alguns medos, como ficar sem os pais, interagir com outras crianças, medo de animais ou insetos, do médico, dentista ou injeções e até medo de andar de bicicleta ou nadar, pelo perigo de caírem ou se afogar, por exemplo.

Por isso, é importante que os pais ajudem o seu filho a vencer os seus medos através da adoção de algumas estratégias simples, como:

1. Ajudar a criança a entender a importância de enfrentar seus medos

Antes de ajudar seu filho a vencer o medo é importante ele perceber que só o vai conseguir se o enfrentar. Por isso, deve-se dizer à criança que no início pode ser assustador e um pouco difícil, mas que com a prática ele vai-se sentir menos ansioso e mais seguro, conseguindo enfrentar os seus medos.

2. Fazer uma lista dos medos da criança e colocá-los por ordem

Juntamente com a criança, fazer uma lista das situações, lugares, pessoas ou objetos que ela tem medo e organizá-las do menor medo até ao maior para a criança. Isto faz com que a criança e o pai ou a mãe percebam quais os medos do filho e a sua importância para ele.

3. Construir estratégias para enfrentar os medos da criança

Depois da lista dos medos estar feita, criar estratégias simples e inicialmente mais fáceis e depois mais difíceis para a criança enfrentar os seus medos. Por exemplo, se o seu filho tem medo de ficar longe de você ou de fazer as coisas sozinho, as estratégias podem ser ficar na casa de um amigo durante 10 minutos, brincar sozinho por 15 minutos ou ficar numa festa de aniversário de um amigo por 30 minutos. Se o seu filho tem medo de falar com os colegas, as estratégias podem ser: primeiro dizer "oi" a um colega, depois fazer uma pergunta a um amigo e depois falar sobre o fim de semana.

4. Implementar as estratégias

Aplicar as estratégias, começando pelos menores medos e pelas estratégias mais fáceis. Depois que a criança conseguir implementar uma estratégia, avançar para outra e depois que conseguir enfrentar um medo, avançar para outro. Nesta fase é importante treinar com a criança antes de ela implementar as estratégias, seguir todos os passos da criança e incentivá-la para ela se sentir segura e confiante.

5. Recompensar a criança

Cada vez que a criança conseguir implementar uma estratégia ou enfrentar um medo, valorizar o seu esforço e incentivá-la, dizendo-lhe que está muito orgulhoso e que "sabia que ele ia conseguir". Para medos maiores que a criança conseguir enfrentar, pode-se dar-lhe uma recompensa maior, como o brinquedo que ela tanto queria. Para crianças menores, pode-se até fazer um cartaz com o seu progresso, colocando uma estrela sempre que ela conseguir alcançar uma meta.

6. Ter paciência

Este processo para enfrentar os medos leva tempo e cada criança é diferente, por isso, é importante manter a calma, ter paciência e reforçar sempre a coragem da criança para que ela se sinta segura e confiante.

Apesar disto, nem toda a criança que sente medo será um adulto medroso e com medo de tudo. No entanto, se os medos não forem ultrapassados, a criança poderá ter algumas dificuldades em socializar, estar sozinha ou estar perto de animais, por exemplo, e até mesmo ter estes medos quando adulto.

Por isso, se o medo começar a prejudicar a vida da criança ou do adolescente, é recomendado uma consulta com um psicólogo/psiquiatra infantil,para o ajudar a enfrentar os seus medos.

Para incentivar a criança a enfrentar novos desafios, veja como fazer do seu filho um adulto confiante.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...