Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tudo sobre Cirurgia para separação de Gêmeos Siameses

A cirurgia para a separação de gêmeos siameses é um procedimento complicado na maioria dos casos, que precisa ser bem avaliado com o médico, já que essa cirurgia nem sempre é indicada. Isso acontece especialmente no caso de gêmeos que estão unidos pela cabeça ou que partilham órgãos vitais.

Quando é aprovada, a cirurgia geralmente é bastante demorada, podendo durar mais de 24 horas. E mesmo durante esse tempo existe uma grande chance de um ou ambos os gêmeos não sobreviverem. Por isso, é recomendado que a cirurgia seja realizada por uma equipe médica composta por várias especialidades com o objetivo de diminuir o máximo possível os riscos.

Os gêmeos siameses são gêmeos idênticos unidos por alguma parte do corpo, como tronco, costas e crânio, por exemplo, podendo ainda haver compartilhamento de órgãos, como coração, fígado, rins e intestinos. A detecção de gêmeos siameses pode ser feita, em alguns casos, durante exames de rotinas na gestação, como a ultrassonografia. Saiba tudo sobre os gêmeos siameses.

Tudo sobre Cirurgia para separação de Gêmeos Siameses

Como funciona a cirurgia

A cirurgia para separação dos gêmeos siameses pode levar horas e é um procedimento muito delicado, isso porque de acordo com o tipo de união dos gêmeos pode haver compartilhamento de órgãos, o que pode tornar o procedimento de alto risco. Além disso, existem casos em que os gêmeos partilham apenas um órgão vital, como o coração ou o cérebro, e, por isso, quando houver a separação, um dos gêmeos provavelmente terá de dar sua vida para salvar o outro.

O compartilhamento de órgãos é mais comum em gêmeos que são unidos pela cabeça e pelo tronco, no entanto quando há o compartilhamento de rins, fígado e intestinos, a separação pode ser um pouco mais fácil. O grande problema é que raramente os irmãos siameses partilham somente um órgão, o que pode dificultar ainda mais a sua separação. Além de partilharem órgãos e estarem fisicamente unidos, os irmãos gêmeos siameses são emocionalmente ligados e vivem uma vida em comum.

Para realizar a cirurgia é necessário que exista uma equipe médica constituída por várias especialidades para garantir o sucesso da operação. A presença de um cirurgião plástico, cirurgião cardiovascular e de um cirurgião pediátrico são essenciais em todas as cirurgias de separação de gêmeos siameses. A presença deles é importante para separar os órgãos e reconstruir tecidos e adaptar quando se é necessário.

A cirurgia para separar gêmeos siameses unidos pelo crânio ou que partilham tecido cerebral é rara, de longa duração e muito delicada, no entanto já foram realizadas algumas cirurgias que tiveram resultados positivos. As duas crianças conseguiram sobreviver, apesar de apresentarem algumas complicações durante o internamento e algumas sequelas.

A cirurgia é sempre recomendada?

Devido aos seus elevados riscos e à sua complexidade, a cirurgia nem sempre é recomendada, principalmente no caso de partilha de órgãos vitais.

Assim, se a cirurgia não for possível ou se a família, ou os próprios gêmeos, optarem por não fazer a cirurgia, os gêmeos podem permanecer unidos levando uma vida relativamente normal, uma vez que vão se acostumando a viver juntos desde o nascimento, mantendo uma boa qualidade de vida.

Possíveis riscos e complicações

O maior risco da cirurgia para gêmeos siameses é a morte durante ou após o procedimento. Dependendo de como os gêmeos estiverem unidos, a cirurgia pode ser de alto risco, principalmente se houver o compartilhamento de órgãos vitais, como coração ou cérebro, por exemplo.

Além disso, o gêmeo, quando separado, pode ter algumas sequelas como por exemplo insuficiência cardíaca e alterações neuronais que podem resultar em alterações ou atraso no desenvolvimento.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem