Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como diminuir a Cicatriz da Cesariana

Para diminuir a espessura da cicatriz pós-cirúrgica e deixá-la o mais uniforme possível, pode-se recorrer a massagem, uso de gelo, fricção, laser, vácuo e a aplicação de injeção de corticoide ou ácidos específicos diretamente sob a cicatriz.

Em geral, o tratamento pode ser iniciado 3 dias após a cirurgia, se a cicatriz não estiver aberta ou infeccionada. Numa fase inicial a massagem diretamente sobre a cicatriz devidamente fechada contribui para remover as aderências e retirar possíveis nódulos que deixam o local da cicatriz endurecido.

Veja o passo a passo para fazer a massagem para soltar a cicatriz que está colada

Quando a cicatriz estiver branca ou o mais próximo possível do tom da pele da pessoa, se nenhum tratamento tiver sido realizado, e se ela estiver endurecida, alta ou muito larga, pode-se realizar um tratamento com ácidos que são aplicados pelo dermatologista ou fisioterapeuta dermato funcional.

Como diminuir a Cicatriz da Cesariana

Tratamentos para cicatriz da cesária

Para que a cicatriz da cesária feche mais rápido e fique mais disfarçada sendo apenas uma pequena linha fina e discreta na parte inferior da barriga é recomendado ter os seguintes cuidados:

Na 1ª semana

Nos primeiros 3 dias após a cirurgia não é recomendado fazer nada, somente repousar e evitar ficar mexendo na cicatriz para que não risco de infecção ou de abertura dos pontos. No entanto, se após os 3 dias a cicatriz não estiver muito vermelha, inchada, nem soltando líquido, já é possível começar a passar um creme hidratante em toda a volta da cicatriz, com suaves movimentos, para que o produto seja absorvido pela pele. Veja exemplos de pomadas cicatrizantes.

Também é possível usar óleo ou gel, e se for possível, pode-se recorrer a algum produto com ação cicatrizante para acelerar os processo e usar também a drenagem linfática manual nas pernas, virilha e região abdominal.

Você também precisa usar uma cinta para comprimir a região abdominal e proteger a cicatriz. Além disso deve dormir de barriga para cima apoiando bem as pernas colocando uma almofada nos joelhos.

Veja os cuidados essenciais para facilitar a cicatrização e evitar que a cicatriz fique colada neste vídeo:

Na 2º a 3ª semana

Depois de 7 dias da cirurgia, o tratamento pode incluir ainda a drenagem linfática para diminuir a dor e o inchaço.

Para ajudar a drenar o líquido em excesso é possível usar um copinho de silicone para fazer uma suave sucção da pele, respeitando os locais dos vasos e gânglios linfáticos.

Se a cicatriz estiver bem fechada e seca, já será possível começar a massagear exatamente em cima da cicatriz com movimentos circulares, para cima e para baixo, de um lado para o outro para que a cicatriz não fique colada, parecendo que está totalmente costurada. Se isso acontecer, além de dificultar a drenagem fisiológica, pode até mesmo dificultar o alongamento de toda a região da barriga.

Após 20 dias

Depois desse período qualquer alteração já pode ser tratada com equipamentos como laser, endermologia ou radiofrequência. Se a cicatriz da cesária ainda apresentar fibrose, que é quando o local fica endurecido, é possível remove-lo com equipamentos de radiofrequência, nas clínicas de fisioterapia dermato funcional. Geralmente 20 sessões são suficientes para remover grande parte desse tecido, liberando a cicatriz.

Após 90 dias

Após 180 dias além dos recursos indicados até aqui também pode-se utilizar o tratamento com ácidos que devem ser aplicados diretamente sobre a cicatriz. Estes permanecem por poucos segundos na pele e devem ser removidos completamente e são muito eficaz na eliminação da camada mais superficial da pele, renovando todo este tecido. Os ácidos podem ser aplicados pelo dermatologista ou pelo fisioterapeuta dermato funcional. 

Geralmente é necessário 1 sessão por semana ou a cada 15 dias durante 2 ou 3 meses.

Quando é necessário recorrer a cirurgia plástica

Quando a cicatriz tem mais de 6 meses e está mais volumosa que o restante da pele à sua volta, quando está muito aderida, se há quelóide ou se a aparência não for muito uniforme e se a pessoa quiser um tratamento imediato, é mais indicado fazer uma nova cirurgia plástica para correção da cicatriz.

No entanto, em todo caso a fisioterapia estética é indicada e pode melhorar a aparência da cicatriz, sua espessura e melhorar a mobilidade dos tecidos à sua volta, melhorando a qualidade de vida e auto estima da mulher mas nesse caso aos invés de 20 ou 30 sessões pode ser necessário um maior tempo de tratamento.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...