Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Causas da Hepatite Fulminante

A hepatite fulminante é uma das mais graves inflamações do fígado, sendo caracterizada pela sua rapidez em interromper as funções hepáticas. Um indivíduo aparentemente sadio pode morrer em poucas semanas se não receber o tratamento adequado, que deve ser feito de acordo com as suas causas.

Algumas causas da hepatite fulminante podem ser:

  •  Complicação de hepatites A e B;
  •  Doenças auto-imunes como Síndrome de Reye e Doença de Wilson;
  •  Uso de medicamentos como antibióticos, psicotrópicos, antidepressivos, remédio para diabetes e analgésicos;
  •  Chás para emagrecimento;
  •  Falta de oxigênio nos tecidos hepáticos;
  •  Febre elevada;
  •  Excesso de gordura no fígado durante a gravidez.

Quando alguma destas situações está presente o fígado da pessoa pode ser gravemente afetado, deixando de ser capaz de filtrar o sangue para eliminar suas impurezas e de armazenar vitaminas e minerais. Como a função do fígado é essencial à vida, quando o órgão chega a este ponto a pessoa apresenta sintomas como pele e olhos amarelados, perda do apetite, náuseas, urina escura, perda de peso e inchaço abdominal. Quando o tratamento não é iniciado prontamente, o fígado deixa de converter a amônia em uréia e a doença progride afetando o cérebro, dando início a um quadro chamado encefalopatia hepática, que pode ser seguida de falha ou falência de outros órgãos como rins ou pulmão, e possível coma.

Tratamento para hepatite fulminante

O tratamento para hepatite fulminante é feito em meio hospitalar e consiste na toma de medicamentos para desintoxicar o fígado. É importante que o indivíduo fique em jejum por um período e depois receba uma alimentação adequada, isenta de gorduras. Por vezes, a diálise para purificar o sangue é necessária. Veja como ela é feita: Hemodiálise.

Contudo, isto nem sempre é suficiente para curar a hepatite fulminante, porque, por vezes, o transplante de fígado é necessário. Quando o médico indica esta necessidade o paciente permanece internado na UTI, em fila de espera para o transplante, até que surja um doador compatível. O tempo de espera na fila para o transplante depende basicamente da disponibilidade de órgão compatível mas os pacientes com hepatite fulminante são reconhecidos como prioridade máxima, e passam a frente dos demais tendo a sua disposição o primeiro fígado compatível que surgir para transplante. Saiba mais em: Transplante de fígado.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...