Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode causar Asma

A asma é uma doença que é principalmente causada por alergias que afetam determinadas pessoas e por isso, a pessoa já nasce com asma mas a doença pode se manifestar em qualquer fase da vida.

O mais comum é a criança apresentar sintomas como dificuldade para respirar, apresentando chiado no peito sempre que respira e está perto de animais como gato ou cachorro, fumaça de cigarro ou num local muito empoeirado. Mas também existem casos onde a pessoa só apresenta os sintomas de asma anos mais tarde, quando precisa trabalhar num local que tenha muita poeira, pó de madeira ou tintas em spray, por exemplo.

Não existe uma causa específica que provoque asma e, por isso, a asma não tem cura. No entanto, ao evitar todos estes fatores e seguir o tratamento orientado pelo médico que geralmente inclui o uso de remédios broncodilatadores e anti-inflamatórios, é possível controlar a doença e evitar as crises de asma.

Contato com substâncias alérgenas pode desencadear AsmaContato com substâncias alérgenas pode desencadear Asma

Principais causas da Asma

As causas da asma estão relacionadas com fatores genéticos e ambientais que interagem, causando a doença. Alguns dos fatores que podem causar asma brônquica incluem:

  • Casos de asma na família porque se o pai ou a mãe possui asma, existe 50% de chance do bebê também ter;
  • Ter doença alérgica como eczema, alguma alergia alimentar ou febre do feno;
  • Contato frequente com substâncias que causam alergia como pólen, ácaros, pelos de animais, baratas, mofo, umidade ou produtos químicos em tapetes ou materiais de revestimento;
  • Contato com substâncias irritantes no ar como a fumaça do cigarro, vapores químicos e poluição atmosférica;
  • Uso de medicamentos como alguns anti-inflamatórios não esteroides como a aspirina ou ibuprofeno, remédios beta-bloqueadores ou antibióticos;
  • Consumo de alimentos que contêm aditivos como os sulfitos, como por exemplo, suco concentrado de frutas, compotas, camarão e alimentos industrializados;
  • Fatores ambientais como mudança brusca de temperatura, o ar frio, vento, trovoada, má qualidade do ar e dias quentes e úmidos;
  • Atividade física vigorosa como corrida ou natação. Saiba mais sobre a asma induzida por exercício físico;
  • Nascimento prematuro ou mãe fumante durante a gestação.

O indivíduo que tem um maior risco de desenvolver asma na vida adulta é aquele que possui o gene da asma e que trabalha em locais onde esteja regularmente exposto a estas substâncias que possam provocar alergia, no trabalho. As profissões que estão geralmente associadas ao risco de asma ocupacional são os pulverizadores da pintura, padeiros e pasteleiros, enfermeiros, trabalhadores da indústria química, os tratadores de animais, soldadores, trabalhadores de processamento de alimentos e os que trabalham com madeira.

Como evitar as crises de Asma

Para controlar a asma, evitando o surgimento de crises onde os sintomas se manifestam de forma muito frequente, é importante seguir o tratamento indicado pelo pneumologista usando os remédios para manter a inflamação dos brônquios sob controle, como os corticoides, por exemplo. Sempre que sentir falta de ar também é preciso usar a 'bombinha da asma' que contém um broncodilatador para facilitar a entrada do ar nos pulmões. Veja quais remédios podem ser usados.

Além disso é preciso adotar alguns cuidados como manter a casa e o local de trabalho devidamente limpos e com as janelas abertas, para o ar circular livremente, não ter animais dentro de casa, não ter tapetes ou cortinas no quarto, mas se forem realmente necessários, lavá-los pelo menos a cada 15 dias, e trocar lençóis e fronhas semanalmente.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...