Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba quais são os riscos do Jogo da Asfixia

O jogo da asfixia, pode causar a morte ou deixar graves sequelas como cegueira ou paraplegia. Trata-se de uma espécie de "brincadeira do desmaio" ou “choking game”, normalmente praticada por jovens e adolescentes onde se provoca asfixia intencional, de forma a interromper a passagem de sangue e oxigênio para o cérebro.   

O jogo parece excitante porque produz adrenalina por privar o cérebro do oxigênio, que provoca desmaio, vertigens e euforia. Mas essas sensações que surgem devido aos picos de adrenalina que o corpo produz em resposta à situação de perigo são muito prejudiciais e podem facilmente matar.

Como o jogo é praticado

O jogo pode ser praticado usando as próprias mãos para apertar o pescoço mas o “jogo do desmaio” também pode ser praticado de outras formas, que incluem dar socos no peito, pressionar o tórax ou praticar uma respiração rápida e curta durante alguns minutos, de forma a conseguir o desmaio.

Além disso, também pode ser feito com outras formas de estrangulamento como um cinto, lenço, cachecol ou corda ao pescoço ou com acessórios de grande peso, como um saco de box, preso no teto.

Saiba quais são os riscos do Jogo da Asfixia

A chamada “brincadeira” pode ser praticada sozinha ou em grupo, e a pessoa que sofre a asfixia pode ficar de pé, sentada ou deitada. A experiência é muitas vezes gravada, para depois ser vistas pelos amigos em redes sociais. 

Quais os riscos deste Jogo

A prática deste jogo pode tem diversos riscos para a saúde que a maioria dos jovens desconhecem, sendo considerada por muitos como uma “brincadeira” inocente e sem riscos. O principal risco desta “brincadeira” é a morte, que pode surgir em consequência da paragem das funções vitais do corpo, devido à privação de oxigênio que acontece no cérebro.

Outros riscos da falta de oxigênio no cérebro incluem: 

  • Cegueira temporária ou permanente; 
  • Paraplegia; 
  • Perda do controle dos esfíncteres, não controlando mais quando evacua ou quando faz xixi; 
  • Paragem cardiorrespiratória, que pode surgir após 5 minutos sem oxigênio; 
  • Surgimento de convulsões ou de epilepsia.

A que sinais deve ficar atento

Até há alguns anos atrás, muitos adultos e pais não conheciam este “jogo”, tão conhecido e praticado pelos adolescentes. Isso acontece porque não é fácil para os pais conseguirem identificar se o seu filho também aderiu à “brincadeira”, sendo por isso importante ficar atento aos seguintes sinais: 

  • Olhos vermelhos; 
  • Enxaquecas ou dores de cabeça frequentes; 
  • Sinais de vermelhidão ou marcas no pescoço; 
  • Mau humor e irritabilidade diária ou frequente. 

Além disso, os praticantes mais frequentes deste jogo tendem a ser adolescentes mais introvertidos, que têm dificuldades em se integrar ou em fazer amigos, gostando de se isolar ou de passar muitas horas trancados no quarto. 

O jogo da asfixia é praticado pelos jovens pelas mais variadas razões, podendo ser usado como forma de se integrarem num determinado grupo, para se tornarem populares ou para conhecerem os limites do próprio corpo, sendo nestes casos praticado para matar a curiosidade. 

Como proteger o seu filho 

A melhor forma de proteger o seu filho desta e de outras práticas arriscadas é ficando atento aos sinais do seu comportamento, aprendendo a interpretar se o seu filho se encontra triste, perturbado, distante, inquieto ou se tem dificuldade para fazer amigos ou para se integrar na escola. 

Além disso, muitas crianças e adolescentes praticantes desse jogo não têm a noção de que colocam a sua vida em risco. Por isso, conversar com o seu filho e explicar quais as possíveis consequências dessa brincadeira, como cegueira ou paragem cardiorrespiratória, também pode ser uma boa abordagem. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...