Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Abraxane: para câncer de mama, pâncreas e pulmão

O abraxane é um medicamento que contém paclitaxel na sua composição, uma substância que é capaz de promover a união dos microtúbulos de alguns tipo de células cancerígenas, evitando assim sua multiplicação e crescimento.

Este remédio não pode ser comprado nas farmácias, só podendo ser usado no tratamento de quimioterapia do câncer em centros especializados de oncologia, como o INCA, sob a supervisão de um oncologista qualificado na administração deste tipo de medicamento.

Abraxane: para câncer de mama, pâncreas e pulmão

Preço

O abraxane é um medicamento importado e, por isso, seu preço pode variar de acordo com o local de compra e a dose do medicamento. Em alguns casos, este remédio pode ser fornecido pelo SUS.

Para que serve

O abraxane em terapia única está indicado para o tratamento do câncer de mama em adultos, no qual o tratamento padrão não teve resultados.

Além disso, também pode ser usado juntamente com a gemcitabina, para tratar o câncer de pâncreas, ou com carboplatina, para tratar o câncer de pulmão.

Como usar

Este medicamento só pode ser usado em tratamentos de quimioterapia no hospital, pois as doses e tempo de tratamento podem variar para cada caso e tipo de câncer.

No entanto as indicações gerais são:

  • Câncer de mama: 260 mg/m², administrados por 30 minutos a cada 3 semanas;
  • Câncer de pâncreas: 125 mg/m², administrados por 30 minutos, nos dias 1, 8 e 15 em ciclos de 28 dias;
  • Câncer de pulmão: 100 mg/m² , durante 30 minutos, nos dias 1, 8 e 15 dias em ciclos de 21 dias.

No entanto, as doses podem ir variando ao longo do tratamento, de acordo com a resposta do organismo de cada paciente.

Possíveis reações adversas

O uso do abraxane, assim como qualquer outro medicamento usado em quimioterapia, pode causar vários sintomas como infecções frequentes, anemia, perda de peso, desidratação, diminuição do apetite, formigamento, dores de cabeça, tonturas, visão embaçada, secura dos olhos, dor nos olhos, vertigem, dor de ouvidos e zumbidos

Além disso, também é comum o surgimento de arritmias, diminuição do batimento cardíaco, náuseas, vômitos, diarreia , prisão de ventre, queda de cabelo e dores musculares ou articulares.

Quem não deve usar

Este medicamento não deve ser usado em pessoas com alergia a algum dos componentes da fórmula, assim como em mulheres grávidas ou a amamentar. Também está contraindicado quando existe uma contagem basal de neutrófilos inferior a 1500 células/mm³.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...