Tratamento para infecção urinária

publicidade

O tratamento para infecção urinária pode ser feito com o uso de medicamentos ou de forma natural, com o consumo de uma fruta chamada arando, além de ser recomendado beber bastante água.

Tratamento natural para infecção urinária

Um ótimo tratamento natural para infecção urinária é o consumo de uma fruta chamada Arando (cramberry) em sua forma natural, em forma de suco ou em cápsulas. O arando possui elevado teor de proantocianidinas que dificultam a aderência da bactéria E. coli no trato urinário, diminuindo as chances da doença.

Cerca de 70% das infecções urinárias podem ser evitadas com a devida ingestão de água e, por isso, recomenda-se ingerir no mínimo 2 litros de água por dia.

Tratamento medicamentoso para infecção urinária

O tratamento para infecção urinária comum pode ser feito com o uso de antibióticos como:

  • Sulfametoxazol e Trimetropim
  • Fluorquinolonas
  • Fosfomicina trometamol em dose única
  • Amoxicilina
  • Amoxicilina + Clavulanato
  • Ampicilina
  • Cefalosporina

É importante que o tratamento seja mantido mesmo que os sintomas desapareçam, para evitar que as bactérias fiquem mais resistentes ao medicamento e dificultem o tratamento.

O médico poderá indicar uma cirurgia para corrigir algum possível defeito anatômico que esteja favorecendo a entrada de micro-organismos no trato urinário e, assim, evitar novas infecções.

Tratamento para infecção urinária na gravidez

O tratamento para infecção urinária na gravidez também é feito com o uso de antibióticos. Os medicamentos mais seguros contra a infecção urinária na gravidez são a amoxicilina e a cefalexina, que podem ser utilizados em qualquer fase da gravidez.

Referência Bibliográfica

NISHIURA JL; HEILBERG IP. Infecção urinária. Acesso em Out. 2012.

Link útil:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 21/09/2014 Última atualização da página: 10/10/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.