Tratamento para hepatite B

publicidade

O tratamento para a hepatite B nem sempre é necessário porque na maioria das vezes a doença se cura sozinha, de forma espontânea, mas em alguns casos pode ser necessária a toma de medicamentos receitados pelo médico. 

Tratamento para hepatite B aguda

O tratamento para hepatite B aguda consiste em repouso, hidratação, uma alimentação equilibrada, mas para diminuir o desconforto causado pelos enjoos e as dores musculares pode-se tomar medicamentos analgésicos e anti-eméticos, não sendo necessário tomar nenhum medicamento específico contra o vírus da hepatite B.

Ao longo dos 6 meses de recuperação o paciente não poderá tomar nenhum tipo de bebida alcoólica, não deve usar a pílula anticoncepcional e se houver a necessidade de tomar algum outro medicamento, o médico deverá ser avisado, pois pode prejudicar o tratamento ou não fazer efeito.

Tratamento para hepatite B crônica

O tratamento para hepatite B crônica pode ser feito através da toma de medicamentos como lamivudina, interferon alfa, famciclovir, ou adenofir, por exemplo. Alguns pacientes deverão tomar o medicamento por toda a vida para evitar o desenvolvimento de doenças como o  câncer no fígado, pois com a replicação do vírus ao longo dos anos, o fígado poderá sofrer danos irreversíveis. Mas existem casos em que a hepatite crônica pode ser curada, e muitas vezes isto se deve a toma do Interferon.

Quem possui hepatite B crônica deve ter cuidados alimentares, não deve consumir nenhum tipo de bebida alcoólica e só deve tomar remédios sob orientação médica para evitar maiores danos ao fígado.

Sinais de melhora ou piora

Como a hepatite B raramente apresenta sintomas os sinais de melhora ou piora não são facilmente observados, no entanto, quando os exames mostram a diminuição da carga viral, podemos dizer que há sinais de melhora e quando a carga viral não diminui, que há sinais de piora.

Complicações da hepatite B

As complicações da hepatite B podem demorar anos para se manifestar através de doenças como cirrose, ascite e até mesmo o câncer de fígado.

Veja como pode complementar o tratamento e as chances de cura em:

publicidade
publicidade