Tratamento para escarlatina

publicidade

O tratamento para escarlatina, que é mais frequente em crianças e adolescentes até aos 15 anos, embora também possa ocorrer em adultos, geralmente é feito com antibióticos prescritos pelo pediatra ou médico, como a Penicilina, Amoxicilina ou Azitromicina, por exemplo, em forma de comprimido ou de injeção durante cerca de 7 a 10 dias.

Normalmente, 2 dias após o início do tratamento com antibiótico, os sintomas da escarlatina como febre alta, dores de garganta​ e manchas avermelhadas que coçam em todo o corpo começam a desaparecer, no entanto, deve-se tomar os antibióticos até à data indicada pelo médico.

Logo que surjam os sintomas da escarlatina, é recomendado que a criança fique em casa em repouso, pois a escarlatina é contagiosa e transmite-se através da inalação de gotículas de tosse ou espirros do paciente contaminado. Porém, 24 horas após o início do tratamento e sob indicação do pediatra, a criança pode regressar à escola e às suas atividades normais.

A escarlatina causa muita dor de garganta e febre, por isso, é recomendado que os pais ofereçam uma alimentação líquida ou pastosa, para não agredir ainda mais a região da garganta e a criança conseguir engolir e comer, para se recuperar mais rápido. Saiba o que fazer para a criança se alimentar melhor em: O que comer na escarlatina.

Tratamento caseiro para escarlatina

O tratamento caseiro para escarlatina envolve dar um banho morno por dia com um sabonete líquido hidratante em pequena quantidade e sem usar esponja à criança ou dar um banho com bicarbonato de sódio para ajudar a aliviar a coceira.

Veja outro tratamento natural para escarlatina em: Remédio caseiro para escarlatina.

Tratamento homeopático para escarlatina

O tratamento homeopático para escarlatina pode ser feito com o Complexo Homeopático da Almeida Prado nº 41, de acordo com a orientação do médico ou do homeopata.

Complicações da escarlatina

As complicações da escarlatina podem ocorrer durante a doença ou semanas após a cura da doença, se a doença não for tratada adequadamente com a ingestão dos medicamentos antibióticos.

Durante a doença, as complicações podem ser otite, sinusite, laringite, entre outras infecções. Após a cura da doença as complicações podem ser febre reumática, que é a lesão das válvulas do coração e lesões do rim que podem evoluir para insuficiência renal.

Sinais de melhora

Os sinais de melhora da escarlatina incluem a diminuição das manchas avermelhadas na pele, o aumento do apetite, a diminuição das dores de garganta, assim como, da febre.

Sinais de piora

Os sinais de piora da escarlatina ocorrem quando o tratamento não é feito ou é interrompido e incluem o aumento da febre, o aumento das dores de garganta, acompanhadas de dor no ouvido ou em outra região do corpo, assim como, o aumento das manchas avermelhadas na pele.

Veja também que cuidados deve ter durante o tratamento da escarlatina em: Cuidados a ter em caso de escarlatina.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade