Tratamento para Escara

PUBLICIDADE

O tratamento para escara ou úlcera de decúbito, como é conhecida cientificamente, pode ser feito com laser, açúcar, pomada de papaína, fisioterapia ou óleo dersani, por exemplo, dependendo da profundidade da escara.

Estes tratamentos podem ser utilizados em separado ou juntos, dependendo das características da ferida e, por isso, a escara deve ser avaliada por um enfermeiro.

Porém, independentemente do tratamento, os princípios gerais para o tratamento de escaras incluem:

  1. Remover o tecido morto;
  2. Limpar a ferida com soro fisiológico;
  3. Aplicar o produto para facilitar a cicatrização;
  4. Colocar um curativo.

Além disso, a fisioterapia também pode ser associada para diminuir a pressão e melhorar a circulação sanguínea no local, podendo ser indicada na maioria dos casos.

No caso das escaras mais superficiais elas podem-se curar apenas com o alívio da pressão no local, virando o paciente acamado de 3 em 3 horas. Saiba mais em: Como virar uma pessoa acamada.

Como tratar uma escara infectada

No tratamento para escara infectada é importante que o médico identifique o microrganismo envolvido de forma a indicar o melhor produto para ser utilizado.

Porém, o açúcar refinado e as pomadas com prata podem ser algumas das opções para curar a escara, pois possuem ação antibiótica que elimina os micro-organismos, facilitando a cicatrização. Normalmente, neste tipo de escara, o curativo deve ser trocado todos os dias para facilitar o tratamento.

Como tratar a escara com laser

O tratamento para escara com laser consiste no uso de um aparelho de laser, de baixa intensidade, para melhorar a circulação sanguínea do local e acelerar a cicatrização da escara. A aplicação do laser pode ser feita por um enfermeiro ou fisioterapeuta.

Como tratar as escaras com pomada

O tratamento para escara com pomada pode ajudar a cicatrizar a escara mais rapidamente. Um bom remédio é o óleo Dersani, que pode ser comprado em qualquer farmácia. Basta aplicar o óleo nas regiões com escaras superficias e nas regiões mais propensas ao seu desenvolvimento. Existem ainda outras pomadas, como a papaína, que podem ser utilizadas, mas que devem ser prescritas pelo médico.

Depois da colocação da pomada na ferida deve também ser aplicado um creme hidratante na pele ao redor para impedir o aumento da escara.

Nota-se que a escara está fechando quando ao redor da ferida vão surgindo pequenos grânulos de tecido vermelho, parecidos com uma amora. Esta é uma condição normal, pois a ferida fecha-se de dentro para fora.

Como evitar o surgimento de escaras

A maioria das escaras podem ser evitadas, assim os cuidados mais importante para a sua prevenção são:

  • Mudar o paciente de posição a cada 2 horas;
  • Colocar almofadas ou espumas nos locais onde a pele fica vermelha mais rapidamente;
  • Aplicar creme hidratante, pelo menos 2 vezes por dia, nas regiões de pele que ficam mais vermelhas ou ressecadas;
  • Verificar todos os dias se existe alguma ferida se desenvolvendo na pele;
  • Utilizar um colchão especial, também conhecido como colchão de cascas de ovo;

Os pacientes com maior risco de desenvolver escaras são os que se encontram acamados, com pouca força muscular, malnutridos, com incontinência urinária ou que têm problemas de circulação do sangue, por exemplo.

Veja as outras formas de evitar o surgimento de escaras em: Escaras.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE