Tratamento para distensão muscular

PUBLICIDADE

O tratamento para distensão muscular, que consiste numa ruptura muito próxima do tendão, pode ser feito através da aplicação de gelo nas primeiras 48 horas após a lesão e o repouso do membro afetado.

Assim que possível deve-se iniciar a fisioterapia para que a reabilitação seja realizada e o músculo possa ser restaurado, mantendo a qualidade de vida do paciente, mas inicialmente o médico pode prescrever a toma de analgésicos e anti-inflamatórios para diminuir a dor, o incômodo, facilitando a cicatrização da lesão.

PUBLICIDADE

Local comum de estiramento muscularLocal comum de estiramento muscular
Compressa de gel que pode ser usada quente ou friaCompressa de gel que pode ser usada quente ou fria

Fisioterapia para distensão muscular

As sessões de fisioterapia para reabilitação de uma distensão muscular devem ser feitas diariamente ou em dias alternados para facilitar a recuperação.

O tratamento fisioterapêutico deve ser indicado pelo fisioterapeuta após uma avaliação e observação dos exames solicitados pelo médico e pode incluir o uso de compressas de gelo ou quentes, dependendo da necessidade, e o uso de aparelhos como ultrassom e laser, por exemplo.

Os exercícios de alongamento devem ser realizados lentamente para que o músculo possa manter sua amplitude, com tempo para cicatrizar e os exercícios de fortalecimento muscular e de estabilização da articulação podem ser iniciados quando forem observados sinais de melhora.

Tratamento caseiro para distensão muscular

Para complementar o tratamento clínico e fisioterapêutico, o indivíduo pode, após 48 horas da lesão, aplicar compressas mornas na região dolorida, duas vezes ao dia, além de evitar esforços e usar uma pomada anti-inflamatória na região, com o conhecimento do médico. Bons exemplos são Cataflan ou Calminex, por exemplo.

Veja um bom remédio caseiro para distensão muscular.

Quanto tempo demora o tratamento

O tempo de tratamento para distensão muscular pode ser de 2 semanas a 6 meses, dependendo do grau do estiramento. Lesões de estiramento muscular,

  • Grau 1: demoram cerca de 2 semanas para curar,
  • Grau 2: demoram cerca de 8 a 10 semanas para curar;
  • Grau 3: podem demorar até 6 meses para curar.

Quanto mais comprometido o paciente estiver com o tratamento, melhores serão os resultados, e por isso é importante seguir todas as orientações do médico e do fisioterapeuta para a recuperação completa do estiramento muscular.

Quando é recomendada a cirurgia para distensão muscular

Raramente o médico aconselha uma cirurgia para reparação da distensão muscular porque normalmente o músculo e o tendão se recuperam totalmente com o tratamento clínico e fisioterapêutico, sem necessitar de intervenção cirúrgica. A cirurgia fica restrita aos atletas de alta competição, quando estes sofrem um estiramento muscular muito próximo das datas de competições muito importantes e inadiáveis.

Sinais de melhora e de piora

Os sinais de melhora podem ser diminuição do inchaço, da dor e redução do hematoma. Quando o indivíduo consegue movimentar a região afetada pela lesão com menos dor e consegue realizar uma contração muscular, mesmo que leve, isso pode indicar a recuperação do estiramento.

Complicações da distensão muscular

As complicações da distensão muscular podem ser o aumento da dificuldade de cicatrização, permanência da dor e diminuição da força e da amplitude dos movimentos, que pode ser muito danoso para atletas de competição, e por isso o tratamento deve ser realizado conforme as orientações do ortopedista e do fisioterapeuta.

Veja alguns exemplos de recursos que podem ser realizados na fisioterapia:

PUBLICIDADE