Tratamento para câncer do útero

publicidade

O tratamento para o câncer de útero depende de fatores como o estadiamento da doença, desejos pessoais da paciente e recurso financeiro. Confira aqui algumas formas de tratamento para o câncer do útero:

Crioterapia, onde o médico utiliza um aparelho que "congela" a região doente e posteriormente retira as células mortas. Indicado particularmente nas pequenas lesões, totalmente visíveis através da colposcopia;

Vaporização com laser de CO2, um método muito parecido com o anterior, especialmente indicado em caso de verrugas de HPV e em caso de condiloma benigno;

Conização, que consiste na retirada de uma parte do colo do útero, em forma de cone, sendo considerado o tratamento padrão para caso de HSIL (lesão escamosa intraepitelial de alto grau que ainda não é considerado câncer ,mas pode vir a evoluir para tal);

Cirurgia para retirada do útero é indicada quando há mioma ou prolapso associado, mas não exclui a necessidade de radioterapia e de quimioterapia;

Radioterapia, uso de ondas eletromagnéticas na região afetada, especialmente quando há indicação cirúrgica e áreas de disseminação das células cancerígenas;

Quimioterapia a base de: Interferons, quando há HPV associado e de Cidofovir, em caso de HPV 16 ou 18 (malignos);

Vacina do HPV é um método preventivo, também utilizado na fase inicial da doença para erradicar a doença residual.

Quando o câncer de útero é identificado precocemente e tratado corretamente tem 100% de chances de cura. Estes tratamentos podem ser realizados em clínicas oncológicas particulares, hospitais do câncer ou no INCA.

Referência Bibliográfica

WOLSCHICK NM; CONSOLARO MEL; SUZUKI LE; BOER CG. Câncer do colo do útero: tecnologias emergentes no diagnóstico, tratamento e prevenção da doença. Acesso em Nov. 2011.

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última data de atualização do site: 17/04/2014 Última data de atualização da página: 29/11/2012
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.