Veja quais são os tipos de gastrite e o seu tratamento

PUBLICIDADE

Os tipos de gastrite são classificados de acordo com a sua duração, a causa da doença e o local do estômago que é atingido. O tratamento para a gastrite varia de acordo com a causa da doença, mas envolve sempre alterações nos hábitos alimentares, com redução do consumo de gorduras e pimenta, prática de atividade física e parar de fumar e de consumir bebidas alcoólicas.

Em geral, os sintomas da gastrite são dor no estômago, queimação, azia, má digestão, sensação de estômago cheio, náuseas e vômitos.

Gastrite Aguda

A gastrite aguda normalmente é causada pela presença da bactéria Helicobacter pylori no estômago, e seus principais sintomas são dor, náuseas e vômitos, que normalmente têm início repentino.

O tratamento da gastrite aguda envolve o uso de medicamentos antiácidos, como Pepsamar, antibióticos, alterações nos hábitos alimentares e prática de atividade física, e quando não tratada, a gastrite aguda pode evoluir para a gastrite crônica.Veja mais em Tratamento para Gastrite.

Gastrite Nervosa

A gastrite nervosa atinge principalmente as mulheres e surge em situações de irritabilidade, medo e ansiedade. Os seus sintomas são semelhantes aos da gastrite clássica, ocorrendo azia, sensação de estômago cheio, arrotos frequentes e vômitos.

O tratamento da gastrite nervosa é feito com o uso de antiácidos, remédios calmantes, alterações na dieta e prática de atividade física, que ajuda a reduzir o estresse e o nervosismo. Além disso, pode-se usar calmantes naturais no tratamento desse tipo de gastrite, como chá de camomila, flor de maracujá e alfazema. Saiba mais em Tratamento para gastrite nervosa.

Gastrite Crônica

A gastrite crônica é caracterizada por uma duração prolongada dos sintomas de gastrite, com aumento progressivo da inflamação da parede do estômago. Na fase inicial, ela é chamada de gastrite superficial ou leve, quando apenas a parte mais externa da parede do estômago é atingida.

O estágio seguinte é chamado de gastrite atrófica ou moderada, e a fase final é chamada de atrofia gástrica, quando a parede do estômago está quase completamente destruída, podendo evoluir para câncer.

A gastrite crônica também pode ser classificada de acordo com a parte afetada do estômago, podendo ser gastrite antral, que afeta a parte final do estômago e é normalmente é causada pelo H. pylori, ou gastrite no corpo do estômago, que afeta a região central do órgão e normalmente é causada por uma reação do sistema imune.

O tratamento da gastrite crônica é feito através de medicamentos antiácidos e protetores gástricos, como Omeprazol, dieta adequada, e uso de antibióticos, se a causa da gastrite for a bactéria H. pylori. Também é comum ser necessário tomar suplementos de vitamina B12, pois a gastrite crônica pode causar anemia devido a deficiências nessa vitamina. Veja mais em Gastrite Crônica.

Gastrite Enantematosa

A gastrite enantematosa é quando há inflamação em uma camada mais profunda da parede do estômago, podendo surgir devido a infecção por bactérias, doenças autoimunes, alcoolismo ou uso frequente de medicamentos como aspirinas ou anti-inflamatórios.

Os sintomas da gastrite enantematosa são semelhantes aos dos outros tipos de gastrite, com indigestão, gases e vômitos, e o seu tratamento é feito com medicamento antiácidos e dieta pobre em gorduras, doces e cafeína. Veja mais em Gastrite Enantematosa.

Gastrite Eosinofílica

A gastrite eosinofílica é caracterizada por um aumento de células imunes no estômago, causando inflamação e sintomas como azia, náuseas e vômitos. Ela afeta principalmente indivíduos com histórico de alergias no corpo, e é tratada com o uso de medicamentos corticoides, como Prednisolona.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE