Sintomas de Pólipo Uterino

Na maior parte das vezes os pólipos uterinos não apresentam sintomas, sendo descobertos acidentalmente num exame de rotina. No entanto, em algumas mulheres, os pólipos uterinos podem provocar os seguintes sintomas:

  • Sangramento vaginal após menopausa (após 1 ano sem menstruar);
  • Menstruação abundante, sendo necessário usar mais de 1 pacote de absorvente a cada ciclo;
  • Sangramento vaginal após o contato íntimo;
  • Intensas cólicas menstruais;
  • Por vezes, pode haver corrimento com mau cheiro.

As causas dos pólipos uterinos ainda não são totalmente esclarecidas, mas as mulheres que fazem reposição hormonal na menopausa possuem uma maior tendência em desenvolver pólipos uterinos. Veja: O que pode causar o Pólipo uterino.

O diagnóstico dos pólipos pode ser feito através dos sintomas e da realização de exames como ultrassonografia transvaginal, colposcopia ou outros exames ginecológicos realizados por outros motivos. Após observar a presença de pólipo endometrial em mulheres jovens que ainda não entraram na menopausa, o médico poderá decidir não realizar nenhum tratamento, somente esperar por 6 meses para depois reavaliar se o pólipo cresceu ou diminuiu de tamanho.

Como tratar o pólipo uterino

O tratamento para pólipo uterino pode ser feito com o uso de medicamentos hormonais, que impedem o seu desenvolvimento ou aparecimento de novas lesões, ou com cirurgia para sua retirada, através da polipectomia. A cirurgia é realizada no consultório médico, com anestesia local, e geralmente não tem complicações. 

Nas mulheres após a menopausa, que apresentam sintomas, existe um maior risco de desenvolver câncer de endométrio e por isso, nestes casos, os pólipos devem ser sempre retirados cirurgicamente. Veja como é feito o tratamento do pólipo uterino para prevenir o câncer.

A retirada do pólipo em mulheres jovens aumenta as chances de engravidar e por isso a cirurgia é indicada quando se descobre a infertilidade. Saiba mais em Pólipo uterino e gravidez.

PUBLICIDADE