Sintomas e como Identificar a Inflamação Vaginal

A colpite é uma inflamação da vagina ou do colo do útero que gera sintomas como pequeno corrimento e odor vaginal, sendo somente identificada num exame ginecológico, como no papanicolau, ou no teste de schiller, no consultório médico.

Esta inflamação vaginal não é considerada uma doença sexualmente transmissível e pode ser causada por diferentes fungos, bactérias e protozoários como Trichomonas ou Gardnerella, por exemplo. Conheça outros micro-organismos causadores de colpite aqui.

Principais sintomas

Sintomas e como Identificar a Inflamação Vaginal

O principal sintoma da colpite é o corrimento vaginal esbranquiçado ou acinzentado, semelhante ao leite, que por vezes pode ser bolhoso, embora isto não seja muito comum. Muitas mulheres relatam o mau cheiro na região íntima, semelhante ao cheiro de peixe, que tende a ficar ainda mais evidente após o contato íntimo.

Normalmente não há sinais de inflamação local como vermelhidão ou inchaço dos tecidos afetados e quando estes encontram-se presente deve-se identificar qual a bactéria ou fungo que esteja causando a doença para poder adequar o tratamento.

Clique aqui para saber Como o médico confirma que é Colpite

O ginecologista ou urologista poderão chegar ao diagnóstico da colpite através da observação da região íntima, sinais observados e através de exames que possam confirmar os micro-organismos causadores da inflamação.

Os exames mais indicados são:

  • Teste do pH: > 4,7
  • Teste do KOH a 10%: Positivo
  • Exame à fresco: Aumento das células indicadoras, raros leucócitos
  • Teste de gram: Diminuição de lactobacillus, ausência de leucócitos e presença de gram negativos e cocos. 

O exame papanicolau não é o mais indicado para o diagnóstico da colpite porque é pouco específico e pode não indicar a presença de infecção.

O que pode causar Colpite

A inflamação da vagina e do colo do útero é mais frequente nas mulheres que vivem em países tropicais e em desenvolvimento como o Brasil, sendo as regiões mais quentes, as mais afetadas. Além disso, os hábitos de higiene como usar duche vaginal com frequência ou não usar roupa íntima de algodão favorecem a instalação de fungos e bactérias que causam doenças.

Outra possível causa é ficar mais de 4 horas com o absorvente interno dentro da vagina. Além das alterações hormonais, uso de antibióticos, de ter contato íntimo durante a menstruação, ter um novo parceiro ou manter contanto íntimo com vários parceiros diferentes também contribuem para a instalação e permanência da colpite.Tratamento 

O tratamento é medicamentoso e se, além da inflamação, houver algum micro-organismo nocivo na vagina, este também deverá ser eliminado através do uso de antibióticos em forma de comprimidos ou creme para aplicar diretamente nas partes íntimas. Saiba que remédios são indicados aqui.

Para que o tratamento seja eficaz também é importante adotar algumas estratégias como usar somente roupa íntima de algodão, não usar calça todos os dias, só lavar a região externa da vagina e usar sempre camisinha em todas as relações sexuais, mesmo que opte por outro método contraceptivo, já que a melhor barreira de proteção contra as doenças ginecológicas é o preservativo.

Mais sobre este assunto: