Sintomas da cefaléia em salvas

PUBLICIDADE

O principal sintoma das cefaleias em salvas é o surgimento de uma dor de cabeça muito forte sobre um olho, que pode irradiar para o rosto, pescoço e ombro.

No entanto, essa dor de cabeça pode ser acompanhada de outros sintomas que incluem:

  • Vermelhidão no olho do lado afetado;
  • Congestão nasal ou coriza na narina do lado afetado;
  • Lacrimejamento excessivo do olho, do lado afetado;
  • Inchaço em volta do olho, do lado afetado
  • Dificuldade em abrir completamente o olho, do lado afetado;
  • Em alguns casos podem surgir vômitos e sensibilidade à luz e aos sons.

Normalmente, estes sintomas surgem em períodos de crise, que podem durar várias semanas ou meses, e desaparecem durante muito tempo sem que haja qualquer tipo de sintoma. Aliás, em alguns casos, os pacientes podem ficar mais de 10 anos sem desenvolver uma crise, enquanto que outros podem desenvolver um novo episódio após 8 semanas.

Características das crises de cefaleias em salvas

Os períodos de crise geralmente duram entre 6 a 12 semanas e acontecem em certas temporadas, como no inverno ou primavera, por exemplo. No entanto, também podem surgir sem qualquer causa ou padrão, apresentando as seguintes características:

  • A dor de cabeça surge todos os dias, podendo acontecer uma ou várias vezes;
  • A dor pode durar entre 15 minutos até 3 horas;
  • A dor de cabeça é incapacitante e, por isso, o paciente não consegue exercer nenhum tipo de atividade;
  • A dor é mais frequente durante à noite e surge 1 a 2 horas após deitar;
  • Após a diminuição da dor, permanece um desconforto por algum tempo na região afetada.

Além disso, a maioria dos pacientes com cefaleia em salvas tem 1 ou 2 períodos de crise por ano, que podem durar de 3 semanas a 2 meses cada uma. O período entre crises pode durar semanas, meses ou anos e não se tem como prever quando a crise irá voltar.

Veja como pode aliviar os sintomas em: Tratamento da cefaleia em salvas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE