Sinovite no joelho

publicidade

A sinovite no joelho, conhecida popularmente como "água no joelho", é uma inflamação da membrana sinovial, um tecido que reveste internamente o joelho que promove o aumento da quantidade de líquido sinovial, gerando sintomas como dor, inchaço e dificuldade no movimento. Seu tratamento inclui repouso, fisioterapia, a toma de medicamentos e por vezes cirurgia.

Sintomas da sinovite no joelho

Os sintomas da sinovite no joelho são:

  • Dor em todo o joelho;
  • Dificuldade em caminhar e em esticar a perna;
  • Inchaço em todo o joelho afetado;
  • Fraqueza dos músculos da coxa e da perna.

Causas da sinovite no joelho

A sinovite no jeolho pode ser causada por:

  • Trauma direto, como cair de joelho no chão; entrose no tornozelo...
  • Infecção;
  • Grande esforço ou esforço repetitivo, sendo comum em atletas;
  • Doenças reumáticas, que favorecem a destruição deste tecido;
  • Artrose;
  • Sinovite vilonodular pigmentada do joelho, uma doença do próprio tecido.

Tratamento para sinovite no joelho

O tratamento para a sinovite no joelho é feito através da toma de medicamentos antiinflamatórios, corticosteróides (oral ou injetável) e fisioterapia. Em alguns casos o médico pode retirar o excesso de líquido intra articular através de uma punção.

Quanto ao tratamento fisioterapêtico, a eletroterapia será parte importante do tratamento assim como o fortalecimento muscular e o ganho de amplitude articular. Ultra-som, tens, corrente farádica e laser são alguns exemplos de aparelhos que geralmente são indicados no tratamento fisioterapêutico da sinovite de joelho.

É importante descobrir o que originou esta lesão e então eliminá-la para o sucesso do tratamento, e o tempo de recuperação para este tipo de lesão varia entre 3 e 8 meses de fisioterapia.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 24/10/2014 Última atualização da página: 02/07/2012
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.