Saiba quais são as Sequelas da Meningite

PUBLICIDADE

A meningite pode causar sequelas que atingem tanto a capacidade física quanto intelectual e psicológica dos pacientes, sendo comum surgir falta de equilíbrio, perdas de memória e problemas de visão.

Em geral, a meningite bacteriana provoca sequelas com mais frequência e gravidade que a meningite viral, mas as duas formas da doença podem trazer complicações e afetar a qualidade de vida do paciente, especialmente em crianças.

PUBLICIDADE

Assim, as sequelas mais comuns causadas por esta doença são:

  • Perda de audição parcial ou total;
  • Epilepsia;
  • Problemas de memória e concentração;
  • Dificuldade de aprendizagem, tanto em crianças quanto em adultos;
  • Perda de visão parcial ou total;
  • Atraso no desenvolvimento motor, com dificuldades para andar e se equilibrar;
  • Paralisia de um lado do corpo ou dos dois;
  • Amputação de membros, quando necessário para parar a disseminação da doença para o restante do corpo;
  • Artrite e problemas nos ossos;
  • Problemas nos rins;
  • Dificuldade para dormir;
  • Incontinência urinária.

Os pacientes que se curam da meningite podem não ter sequelas, ter apenas sequelas leves ou problemas graves, podendo necessitar de cuidados especiais pelo resto da vida.

Saiba quais são as Sequelas da Meningite

Como lidar com as sequelas

Os cuidados após a cura da meningite são feitos de acordo com as sequelas que a doença deixou, podendo ser necessário o uso de aparelhos auditivos para melhorar a captação do som e a capacidade de ouvir, próteses para substituir membros que foram amputados e fisioterapia para melhorar o equilíbrio e os movimentos.

Além disso, o uso de medicamentos pode ser necessário para controlar problemas como artrite, convulsões e agitação, e o acompanhamento com psicoterapia ajuda a lidar e aceitar as consequências da doença, trabalhando tanto com o paciente afetado quanto com os familiares e cuidadores.

Veja mais sobre esta doença em:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE