Remédios que Engordam

publicidade

Os remédios indicados para engordar, como o complexo B, leva ao aumento do apetite e , por isso, a pessoa tem mais facilidade em aumentar de peso. No entanto, existem outros medicamentos indicados para o tratamento da depressão, labirintite e diabetes que podem engordar, devido a um efeito colateral.

Neste caso é possível conversar com o médico e verificar a possibilidade de trocar o medicamento por outro que não engorde, continuando com o tratamento. Alguns exemplos de remédios que podem aumentar o peso são:

Antidepressivos e antipsicóticos que engordam

Alguns antidepressivos podem afetar neurotransmissores no cérebro responsáveis pelo humor e apetite, fazendo com que o indivíduo tenha mais apetite, comendo mais.

  • Exemplos: Elepril, Amitriptilina, Clozapina, Risperidona.
  • O que fazer: Falar com o psiquiatra para, se possível, alterar os remédios para outros que não provocam o aumento de peso.

Corticoides que engordam

Alguns corticoides quando usados regularmente e durante mais de 1 mês podem causar fome voraz e retenção de líquidos, levando ao aumento de peso.

  • Exemplos: Cortisona, Prednisona.
  • O que fazer: Os corticoides são muitas vezes necessários para tratar doenças, como artrite ou doença inflamatória do intestino e, por isso, nem sempre é possível substituí-los. Nestes casos, é importante praticar exercício físico no mínimo 3 vezes por semana e seguir uma dieta orientada por um nutricionista.

Remédios para a diabetes que engordam

Alguns remédios para diabetes podem causar o aumento de peso porque elevam os níveis de insulina no sangue.

  • Exemplos: Glibenclamida,Glicazida.
  • O que fazer: Falar com o endocrinologista para, se possível, alterar os remédios para outros que não provoquem o aumento do apetite e fazer uma alimentação saudável e equilibrada orientada por um nutricionista.

Anti-histamínicos que engordam

Alguns anti-histamínicos podem causar o ganho de peso, pois esta substância tem um efeito sedativo que diminui o metabolismo basal do organismo, fazendo com que o corpo queime menos energia e calorias.

  • Exemplos: à base de Difenidramina, como Benadryl.
  • O que fazer: Consultar o médico e, se possível, trocar para outro anti-histamínico que não contenha difenidramina como Claritin ou Zyrtec, por exemplo.

Pílulas anticoncepcionais que engordam

As pílulas anticoncepcionais com altas doses de estrogênio podem causar retenção de líquidos, aumentando o peso.

  • O que fazer: Falar com o ginecologista para trocar por uma pílula com baixa concentração de estrogênio ou sem estrogênio. Outra opção é utilizar o anel vaginal que libera baixas doses de hormônios ou o DIU de cobre que não é um método hormonal.

Saiba mais em: Anticoncepcional engorda?

Uma boa opção para quem usa algum destes remédios que não pode ser substituído é optar por alimentos que diminuem o apetite, incluindo-os na dieta, pois eles dão uma sensação de saciedade maior, fazendo com que não aumente de peso.

Remédios para engordar

Alguns exemplos de remédios para engordar são Cobavital, Buclina, Profol e o complexo B, mas os suplementos de proteínas também melhoram o contorno corporal. Alguns exemplos são: Whey Protein, BCAA, Creatina e Femme. Saiba mais em: Remédio para engordar.

Saiba que alimentos incluir na sua dieta para diminuir e controlar o apetite em:

publicidade
publicidade