Remédio para prisão de ventre

PUBLICIDADE

Os remédios para prisão de ventre são os remédios laxantes como Lacto purga, Dulcolax, Lactuliv ou Minilax, por exemplo, pois facilitam a saída das fezes e o esvaziamento do intestino muito rapidamente.

Os remédios naturais para prisão de ventre como o medicamento homeopático 46 da Almeida Prado, o Naturetti, o Fiber Mais ou o Laxol, por exemplo, também podem ser usados para tratar a prisão de ventre e têm menos efeitos colaterais por se tratar de remédios naturais.

Porém, o uso de qualquer remédio para prisão de ventre, incluindo os remédios naturais, é sempre arriscado e só deve ser feito em último caso, porque o organismo pode-se habituar os remédios, deixando de funcionar por si só.

Desta forma, para tratar e prevenir a prisão de ventre é importante consumir todos os dias alimentos ricos em fibras, beber cerca de 2 litros de água por dia e praticar exercício físico regularmente.Veja uma lista completa dos alimentos para prisão de ventre.

Remédio caseiro para prisão de ventre

Excelentes remédios caseiros para prisão de ventre podem ser:

Estes remédio caseiros são constituídos por alimentos ricos em fibras que estimulam o funcionamento do intestino, promovendo a saída das fezes.

Caso o indivíduo siga todas estas dicas e ainda assim permaneça com quadros constantes de prisão de ventre, recomenda-se uma consulta médica, pois pode haver alguma complicação intestinal mais séria.

Remédio para prisão de ventre infantil

Os remédios laxantes não devem ser usados para tratar a prisão de ventre em bebê ou criança, porque eles retiram muita água do organismo, podendo causar desidratação. Por isso, para tratar a prisão de ventre infantil deve-se recorrer a remédios caseiros como o suco puro de laranja ou a ameixa preta seca.

Saiba como usar estes remédios caseiros em: Remédio caseiro para prisão de ventre no bebê.

Remédio para prisão de ventre na gravidez

Os remédios para prisão de ventre na gravidez só devem ser usados caso as outras medidas caseiras não funcionem. Além disso, seu uso só deve ser feito sob prescrição do obstetra que acompanha a gravidez.

Assim, para tratar a prisão de ventre na gravidez é importante beber cerca de 2 litros de água por dia, consumir alimentos ricos em fibras como cereais All Bran, repolho, gergelim, maçã ou maracujá, por exemplo e fazer umas caminhadas cerca de 2 a 3 vezes por dia. Veja mais dicas em: Prisão de ventre na gravidez.

Se gostou deste conteúdo, leia também:

PUBLICIDADE