Primeiros socorros para picada de cobra

publicidade

Os primeiros socorro para picada de cobra são importantes porque podem salvar a vida da vítima. Mas é importante saber diferenciar se a picada foi feita por uma cobra venenosa ou não venenosa.

É importante manter o membro que foi picado pela cobra sempre parado porque quanto mais se movimentar, mais o veneno irá se espalhar pelo corpo. O indivíduo que foi picado no pé não deve caminhar nem um passo e deve ser carregado numa maca.

Além disso, é indispensável procurar imediatamente ajuda médica, descrevendo as características da cobra, para que seja administrado o soro anti-ofídico correto.

O que fazer em caso de picada de cobra venenosa

A picada de cobra venenosa deixa apenas 1 ou 2 "furinhos" na pele. O que se deve fazer em caso de picada de cobra venenosa é:

  • Aplicar gelo na região da ferida, para diminuir a circulação sanguínea e que o veneno se espalhe.
  • Amarrar um pedaço de tecido alguns centímetros acima do local da picada de cobra. Não se deve amarrar muito apertado porque pode causar maiores complicações, e se já passou mais de meia hora da picada da cobra, não amarre, porque isto pode fazer mais mal do que bem.

​​O ideal é levar o indivíduo numa maca o mais rápido possível ao médico para que receba o tratamento adequado.

O que fazer em caso de picada de cobra não venenosa

A picada da cobra não venenosa geralmente deixa duas fileiras de pontinhos na pele, que são as marcas dos dentes da cobra. O que se deve fazer em caso de picada de cobra que não é venenosa é:

  • Lavar bem o local da picada de cobra, do centro para fora, como na figura 1;
  • Colocar uma pomada antisséptica na ferida;
  • Fazer um curativo com uma gaze apertada, como mostra a imagem 2.
  • Levar a vítima o mais rápido possível ao médico.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 30/09/2014 Última atualização da página: 24/07/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.