Pressão alta

publicidade

A pressão alta, também chamada de hipertensão arterial, é caracterizada pela pressão acima de 14 por 9 (140 X 90 mmHg). É uma doença crônica que não tem cura e, quando não é devidamente tratada, pode aumentar o risco de desenvolve problemas de saúde graves, como infarto, derrame ou comprometimento renal.

A pressão alta não tem cura, mas pode ser controlada com remédios indicados pelo cardiologista, além de uma alimentação pobre em sal e gorduras e a prática regular de exercício físico.

A pressão alta é uma doença silenciosa. Geralmente, só causa sintomas como tonturas, visão turva ou falta de ar quando a pressão está muito alta, durante o que chamamos de crise hipertensiva. Nestes casos, ocorre um aumento rápido e severo da pressão arterial com níveis de pressão diastólica, que deveria ser inferior a 90, acima de 120 mmHg, sendo recomendado o indivíduo procurar o pronto socorro.

Pacientes já hipertensos, em uso diário de medicação, podem apresentar valores de pressão aumentados, mesmo sem sentir nada. Nesses casos, normalmente, é recomendado tomar uma dose extra do remédio que o paciente já utiliza e consultar o cardiologista para reavaliação e ajuste do tratamento.

Sintomas de pressão alta

Os sintomas de pressão não se manifestam em todos os pacientes, mas podem incluir:

  • Enjoos;
  • Tonturas;
  • Dor na nuca;
  • Dificuldade para respirar;
  • Visão embaçada;
  • Dor no peito.

​Caso o indivíduo comece a apresentar estes sintomas, ele deve ser levado para o hospital para avaliação.

No entanto, é normal que a pressão arterial aumente em situações como susto, noite mal dormida, após uma discussão ou durante e após a atividade física, não sendo, necessariamente, sinal de problemas de saúde.

Tratamento para pressão alta

O tratamento para pressão alta pode ser feito com a ingestão diária de medicamentos anti-hipertensivos, como Enalapril, Losartana ou Lisinopril, por exemplo.

Além disso, para ajudar a tratar a pressão alta é recomendado fazer uma alimentação com pouco sal e gordura, indicada pelo nutricionista, e praticar exercícios físicos regulares, conforme orientação médica e de um preparador físico.

O paciente hipertenso deverá fazer acompanhamento com o cardiologista a cada 3 meses ou conforme orientação de seu médico.

Saiba o que fazer na pressão alta na gravidez.

Alimentação para pressão alta

A alimentação para pressão alta inclui:

  • Evitar o consumo de sal, não ultrapassando a quantidade de 2 g de sal por dia;
  • Evitar preparar os alimentos com sal, preferindo outros temperos, como ervas aromáticas, tomilho, louro, oréganos, salsa, cebola, limão ou manjericão, por exemplo;
  • Não consumir alimentos industrializados, como molhos, embutidos, conservas, enlatados, congelados e snacks;
  • Evitar consumir café, doces, frituras, refrigerantes e carnes vermelhas.
  • Aumentar o consumo de frutas, legumes, verduras e carnes brancas.

O uso de ervas aromáticas e especiarias realça o sabor e o aroma das preparações, sendo importantes substitutos do sal de cozinha.

Causas da pressão alta

As causas da pressão alta estão relacionadas com fatores genéticos, excesso de peso e ter hábitos de vida pouco saudáveis, como uma alimentação rica em sal e não fazer exercício físico regular. Quando ela não é devidamente tratada, a pressão alta pode levar a sérias consequências como derrame cerebral, problemas no coração e nos rins, que podem levar o indivíduo à morte.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 23/07/2014 Última atualização da página: 02/07/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.