Pneumoconiose

publicidade

A pneumoconiose é uma doença respiratória causada pela inalação de substâncias químicas, como silicose, alumínio, grafite ou asbestos, que provocam tosse frequente ou dificuldade para respirar, por exemplo.

Geralmente, a pneumoconiose afeta indivíduos que estão constantemente em locais de trabalho com muita poeira, como minas de carvão, fábricas metalúrgicas ou obras de construção e, por isso, é considerada uma doença ocupacional.

Assim, ao trabalhar, o indivíduo inspira estas substâncias para as vias respiratórias que, com o passar do tempo, provocam fibrose nos pulmões, dificultando a expansão pulmonar e originando complicações respiratórias, como bronquite ou enfisema crônico.

Sintomas da pneumoconiose

Os sintomas da pneumoconiose são raros, mas incluem:

  • Tosse persistente;
  • Dificuldade para respirar;
  • Aperto no peito.

É recomendado que trabalhadores de ambientes com muita poeira, como mineiros ou pedreiros, façam pelo menos 1 consulta no pneumologista por ano para despistar possíveis doenças respiratórias, como a pneumoconiose.

Como evitar a pneumoconiose

A melhor forma para evitar a pneumoconiose é utilizar uma máscara bem adaptada ao rosto durante o trabalho, evitando respirar as substâncias químicas que provocam a doença e lavar as mãos, braços e rosto antes de ir para casa.

Porém, o local de trabalho também deve fornecer condições favoráveis, como possuir um sistema de ventilação que aspire a poeira e locais para lavar as mãos, braços e rosto antes de abandonar o trabalho.

Tratamento para pneumoconiose

O tratamento para pneumoconiose deve ser orientado por um pneumologista, mas normalmente inclui o uso de remédios corticoides, como Betametasona ou Ambroxol, para reduzir os sintomas e facilitar a respiração.

Além disso, o paciente deve evitar estar em locais muito poluídos ou com poeiras.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade