Paralisia Infantil

publicidade

A paralisia infantil, também conhecida por poliomielite, é uma doença infecciosa grave que causa paralisia permanente em determinados músculos. Seu tratamento é inespecífico e consiste apenas em melhorar a qualidade de vida do indivíduo, já que a paralisia infantil não tem cura.

Sintomas da paralisia infantil

Os sintomas da paralisia infantil incluem:

  • Forte dor nas costas, pescoço e nos músculos pelo desenvolvimento da fraqueza muscular;
  • Febre;
  • Paralisia de uma das pernas, um dos braços, dos músculos torácicos ou abdominais e
  • Retenção urinária.

Pode haver ainda dificuldade em falar e em engolir, que poderá causar insuficiência respiratória pelo acúmulo de secreções nas vias respiratórias, mas isto é raro.

Causa da paralisia infantil

A causa da paralisia infantil é a contaminação com o poliovírus, que pode ocorrer pelo contato oral-fecal, quando o indivíduo não foi devidamente vacinado contra a poliomielite.

As sequelas da paralisia infantil estão relacionadas ao comprometimento do sistema nervoso e, por isso, o paciente poderá apresentar:

  • Paralisia permanente de uma das pernas, que irá comprometer seu caminhar;
  • Paralisia dos músculos da fala e do ato de engolir, que pode levar ao acúmulo de secreções na boca e na garganta.

Indivíduos que sofrem com a paralisia infantil a mais de 30 anos podem vir a desenvolver a síndrome pós-pólio, que gera sintomas como fraqueza, sensação de falta de ar, dificuldade para engolir, fadiga e dor muscular, mesmo nos músculos não paralisados. Neste caso, a fisioterapia realizada com alongamentos musculares e exercícios respiratórios pode ajudar a controlar os sintomas da doença.

Prevenção da paralisia infantil

A prevenção da paralisia infantil pode ser feita tomando a vacina contra a poliomielite.

  • Crianças: Nas crianças a vacina é feita em 4 doses. Três são dadas com intervalo de dois meses (2,4 e 6 meses de idade) e o reforço da vacina é dado com 15 meses de idade.
  • Adultos: Nos adultos, a vacinação contra a paralisia infantil é indicada quando o indivíduo não foi vacinado durante sua infância e irá viajar para países onde a doença ainda não foi controlada. Para estes são recomendadas 3 doses da vacina, a segunda dose deve ser aplicada após 1 ou 2 meses da primeira e a terceira dose deve ser aplicada após 6 a 12 meses após a segunda dose. Os adultos que não completaram o sistema de vacinação devem receber novamente as 3 doses da vacina.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 24/10/2014 Última atualização da página: 06/05/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.