Para que serve o exame de Papanicolau

O Papanicolau, também conhecido por preventivo, é um exame ginecológico que serve para detectar alterações e doenças no colo do útero, como inflamações, HPV e câncer.

Para fazer o exame do papanicolau, o ginecologista passa uma escova especial no colo do útero da mulher, retirando uma pequena amostra de células que será avaliada no laboratório. Exte exame não dói, mas a mulher pode sentir um pequeno desconforto ou pressão no interior da vagina enquanto o médico faz a raspagem das células do útero.

Exame de PapanicolauExame de Papanicolau

Para que serve

O exame de papanicolau serve para identificar alterações no útero, que podem incluir:

  • Infecções vaginais, como tricomoníase ou candidíase;
  • Doenças sexualmente transmissíveis, como clamídia, gonorreia, sífilis ou HPV;
  • Câncer de colo do útero;
  • Avaliar a saúde do colo do útero e a presença de Cistos de Naboth

Esse exame deve ser feito pelo menos uma vez por ano por todas as mulheres que já iniciaram a vida sexual. Caso o exame apresente resultados normais 2 anos seguidos, a prevenção pode passar a ser feita apenas a cada 3 anos.

O papanicolau também pode ser feito por mulheres virgens após os 21 anos, utilizando material especial e apenas segundo orientação do médico. Veja como se preparar para o papanicolau em: Como é feito o exame papanicolau.

Como entender os resultados

Os resultados do Papanicolau podem ser:

  • Classe I: o colo do útero está normal e saudável;
  • Classe II: presença de alterações benignas nas células, que normalmente são causadas por inflamação vaginal;
  • Classe III: inclui NIC 1, 2 ou 3 ou LSIL, o que significa que existem alterações nas células do colo do útero e o médico poderá prescrever novos exames para procurar a causa do problema, que pode ser o HPV;
  • Classe IV; NIC 3 ou HSIL, que indicam um provável início do câncer de colo de útero;
  • Classe V: presença de câncer de colo de útero.
  • Amostra insatisfatória: o material colhido não foi adequado e o exame não pode ser realizado.

De acordo com o resultado, o ginecologista dirá se é necessário fazer mais exames e qual o tratamento adequado. Em casos de infecção por HPV ou alterações nas células, o exame deve ser refeito após 6 meses, e em caso de suspeita de câncer, deve-se realizar uma colposcopia.

Papanicolau na gravidez

O papanicolau pode ser feito na gravidez até o quarto mês no máximo, sendo realizado de preferência na primeira consulta de pré-natal, caso a mulher não o tenha feito recentemente. Além disso, o exame é seguro para o bebê, pois não atinge o interior do útero nem o feto.

Quando fazer

É recomendável que o papanicolau seja realizado anualmente e que seja iniciado um ano após o primeiro contato íntimo. Se após 2 anos consecutivos os resultados dos exames forem normais, a mulher pode realizar o exame a cada 3 anos.

Além disso, é importante lembrar que a mulher não deve fazer o exame no período da menstruação, pois o sangue pode alterar os resultados.

Saiba o que é, quais os sintomas e como é feito o tratamento do HPV.

Mais sobre este assunto: