Líquido amniótico aumentado

publicidade

O líquido amniótico aumentado normalmente aparece por volta das 30 semanas de gravidez e acontece quando há um excesso de líquido amniótico no útero, medindo mais do que o normal. A quantidade normal de líquido amniótico é de 800 ml a 1 litro nas 34-36 semanas de gestação, mas pode ter até 3 litros.

Na maioria das vezes, o excesso de líquido não é muito grande e não é preciso se preocupar. A recomendação do médico é somente descansar e evitar fazer esforços, não havendo maiores consequências nem para a mãe, nem para o bebê.

O médico pode diagnosticar se o líquido amniótico está aumentado pelo exame de ultrassom que é o exame que mede a quantidade de líquido amniótico e pela medição do tamanho da barriga da grávida que pode estar maior que o normal.

Causas de líquido amniótico aumentado

As causas de líquido amniótico aumentado podem ser difíceis de identificar, mas algumas incluem:

  • Diabetes na grávida - no início do segundo trimestre o bebê começa a engolir o líquido amniótico para depois eliminá-lo pela urina. Quando a gestante é diabética, o aumento do açúcar faz com que o bebê produza mais urina, aumentando a quantidade de líquido amniótico;
  • Infeções como rubéola, toxoplasmose, sífilis que podem afetar o bebê;
  • Gêmeos idênticos - um bebê recebe mais sangue e nutrientes, tendo mais líquido amniótico que o outro;
  • Problemas congênitos do bebê como obstrução do esófago ou fenda labiopalatina, pois o bebê tem dificuldade em engolir o líquido amniótico, ficando este aumentado;
  • Problemas da placenta.

Se o líquido amniótico não estiver muito aumentado, o médico apenas recomenda repouso, sem fazer muitos esforços, não havendo qualquer problema. Se a causa for a diabetes da mãe, os níveis de açúcar são regulados com o tratamento para diabetes gestacional.

O médico também pode receitar para a grávida um remédio para o bebê produzir menos urina, diminuindo a quantidade de líquido amniótico. Se houver muito líquido amniótico o médico pode recomendar a gestante fazer drenagem do líquido amniótico. No entanto, este procedimento tem riscos de sangramento e infeção.

O líquido amniótico aumentado pode trazer dificuldades no trabalho de parto, realização do parto antes do tempo previsto, descolamento da placenta ou necessidade de fazer uma cesárea.

Link útil:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 24/10/2014 Última atualização da página: 13/02/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.